Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10126
Título: De ofício de periferia a arte periférica: a criativização da prática de tatuar
Autor: Ferreira, Vítor Sérgio
Palavras-chave: Tatuagem
Data: 2013
Editora: Fim de Século / ISCTE
Citação: Ferreira, V. S. (2013). De ofício de periferia a arte periférica: a criativização da prática de tatuar. Trajectos, Vol. II-1,159-170
Resumo: Se a tatuagem começou por ser profissionalmente dispensada por rufiões tipicamente oriundos de meios operários e populares, ou por indivíduos provenientes de meios subculturais sem qualquer tipo de socialização artística, hoje em dia cada vez mais esta actividade é procurada por jovens detentores de trajectórias de formação artística na área das artes visuais. A entrada destes novos protagonistas no mundo da tatuagem propiciou um intenso processo de criativização desta prática, por via da integração de novos processos, técnicas, metodologias, valores e exigências de trabalho provenientes dessoutros mundos das artes visuais. O velho ofício de periferia vê, assim, elevar-se o seu estatuto simbólico à condição de arte periférica.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/10126
Aparece nas colecções:ICS - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_VSFerreira_DeOficio_ARN.pdf8,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.