Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10156
Título: Variação polimórfica em genes de proteínas de sistemas REDOX e biomarcadores circulantes associados envolvidos na etiopatogenia de tumores ginecológicos (cancro do colo do útero e leiomiomas uterinos)
Autor: Castaldo, Stéphanie Anaïs, 1990-
Orientador: Bicho, Maria Clara
Inácio, Ângela
Palavras-chave: Biomarcadores
Cancro do colo do útero
Leiomioma
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Os tumores ginecológicos são a maior causa de morbilidade e mortalidade nas mulheres em todo o mundo. A infecção pelo HPV é necessária, mas não suficiente, para o desenvolvimento do cancro do colo do útero. Para além do genótipo viral, é também importante a participação de outros factores no processo de infecção, transformação, imortalização celular e sua progressão. Os leiomiomas, por outro lado, desenvolvem-se a partir de uma única célula de músculo liso. São bem diferenciados e constituídos por uma deposição excessiva de colagénio e proteínas da matriz extracelular. No útero desenvolvem-se sob a influência local de factores de crescimento e hormonas sexuais. O papel do stresse oxidante em tumores tem sido associado à exposição de ROS que promove a carcinogénese e a sinalização metastática. Sabemos, também, que há uma associação entre o sistema renina-angiotensina e o stresse oxidante, tornando-se assim interessante estudar alguns dos seus componentes. Os estudos genéticos permitem associar os polimorfismos ao risco de desenvolvimento da doença em estudo. Os estudos bioquímicos permitem verificar se existem enzimas (biomarcadores) circulantes cujas alterações ao nível da sua actividade e concentração sejam reflexo de qualquer distúrbio no metabolismo e/ou mecanismos de acção que afectem o desenvolvimento da doença. Assim o principal objectivo deste trabalho incide no estudo da contribuição de polimorfismos dos genes CYBA, CAT, ECA 1 e Hp e dos biomarcadores circulantes EO e GSH no desenvolvimento de tumores ginecológicos benignos (leiomiomas) e malignos (cancro do colo do útero). Verificámos que no cancro do colo do útero, os polimorfismos CYBA C242T e CAT 262C/T podem estar associados a uma maior susceptibilidade a esta patologia. Existe ainda uma diferença significativa entre os níveis da actividade da EO e as concentrações plasmáticas de GSH das mulheres com patologia do colo do útero e das mulheres do grupo controlo. Em relação à população de mulheres com leiomiomas, o polimorfismo CYBA C242T pode estar associado a uma maior susceptibilidade de desenvolver leiomiomas. Existe também uma diferença significativa entre os níveis da actividade da EO das mulheres com leiomiomas e as mulheres controlo.
Gynecological tumors are the leading cause of morbility and mortality in women worldwide. HPV infection is a necessary but not sufficient cause for the development of cervix cancer. In addition to the viral genotype, the involvement of other factors is also important in the process of infection, transformation, cell immortalization and tumor progression. Moreover, leiomyomas develop from a single smooth muscle cell. They are well differentiated and constituted by an excessive deposition of collagen and extracellular matrix proteins. They can develop the uterus under the local influence of growth factors and sex hormones. Oxidative stress has been associated with tumors by the exposure to ROS, promoting carcinogenesis and metastatic signaling. It is also known that there is an association between the renin-angiotensin system and the oxidative stress, thus making it interesting to study some of its components. Genetic studies allow association studies between polymorphims and the risk of developing a disease. Biochemical studies are important in order to check whether there are enzymes whose current level changes in its activity and concentration may reflect any disorder in metabolism and/or action mechanisms affecting the development of the disease biomarkers. Thus the main objective of this work focuses on the study of the contribution of the polymorphisms from CYBA, CAT, ECA 1 and Hp genes and circulating biomarkers EO and GSH in the development of benign gynecologic tumors (leiomyomas) and malignant (cervix cancer). We found that CYBA C242T and CAT 262C/T polymorphisms may be associated with increased susceptibility for cervix cancer, and there is a significant difference between the levels of EO activity and GSH plasma concentration in women with cervix cancer and control women. We found that CYBA C242T may be associated with increased susceptibility for the development of leiomyomas. There is a significant difference bertween the levels of EO activity in women with leyiomyomas and control women.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia Molecular e Genética). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10156
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc103232_tm_stephanie_castaldo.pdf4,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.