Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1022

Título: A decisão médica em cuidados intensivos : uma análise à luz da filosofia dos valores
Autor: Santos, António José Marques dos, 1973-
Orientador: Mendonça, Marta de, 1961-
Barbosa, António, 1950-
Palavras-chave: Bioética
Cuidados intensivos
Valores sociais
Tomada de decisões
Ética institucional
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: Este trabalho tem como objectivo, por um lado, explorar a noção de valor, sob o ponto de vista do seu enquadramento na história do pensamento, sob o ponto de vista gnoseológico, ontológico, antropológico, metafísico e teológico; por outro lado, procurámos saber como é que os valores se articulam com a multiplicidade de casos clínicos e éticos vivenciados nos cuidados intensivos, e que tipo de intervenção e peso é que estes representam no momento da decisão. Procurámos destacar, neste trabalho, que influência representa os valores numa procura de objectividade na decisão. A segunda parte encerra algumas conclusões retiradas de uma entrevista semidirectiva a médicos de unidades de cuidados intensivos (UCI) de alguns hospitais da área metropolitana de Lisboa. Através da entrevista pretendemos articular os valores do ponto de vista teórico com a sua aplicabilidade na decisão em medicina intensiva. O carácter pragmático e técnico da decisão ainda é o mais privilegiado pelos decisores, apesar de haver um progressivo interesse na decisão baseada nos valores. A partilha da decisão restringe-se ao grupo médico, não sendo alargada aos outros profissionais envolvidos. A maioria dos entrevistados concordou que a alteração dos valores alterou quer a forma de decidir, quer a importância que se dá a alguns conceitos, como por exemplo, qualidade de vida. As respostas dividiram-se no que diz respeito à hierarquização que se faz dos valores na tomada de decisão. Das entrevistas surgiu uma heterogeneidade de conflitos de valores e configurações do que consideraram ser uma boa e má decisão em CI. Por fim,tentámos explorar de que forma a implementação de um modelo de ética organizacional pode contribuir para minimizar os conflitos de valores nestas UCI.
The objectives of this study are twofold: First, to explore the notion of value, especially in the perspective of historical reasoning, as well as in the persepctive of gnoseology, ontology, antropology, metaphysic and theology. Furthermore, we wanted to know how values articulate with the diversity of clinical cases and ethic situations experienced in an Intensive Care Unit; especially what type of intervention they triggered or what weight they had on decision making. We tried to establish what influences values have on the objectivity of decision making. The second part contains some conclusions from a semi-directed interview of physicians from Intensive Care Units of some Hospitals in the Lisbon area. Using the interview we tried to articulate the values from a more theoretic point of view and their use in decision making in intensive care medicine. The pragmatic and technical aspects of decision making is still the most privileged by those making decisions, although there appears to be an increasing interest in decision making based on values. Decision making is only shared between physicians and does not involve other health care professionals. The majority of the interviewed people agreed that changing the values changes both, the way how they decide and the importance they attribute to some concepts, like, for example, the quality of life. The answers were distributed in function of the hierarchy that the values are divided into during the decision making. The interviews showed heterogeneity of conflicts of values, values considered being good and bad decision in an ITU setting. Finally, we tried to find out, how an organizational ethics could help to minimize conflict of values in an ICU setting.
Descrição: Tese de mestrado, Medicina (Bioética), 2009, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa
URI: http://hdl.handle.net/10451/1022
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18096_ulsd_dep.17638_TESE_MESTRADO_AS_17022009.pdf375,77 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE