Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10401
Título: O efeito do tempo de retenção sobre as memórias falsas geradas por activação associativa e extracção temática no paradigma DRM
Autor: Mariano, João Miguel Lourenço de Oliveira
Orientador: Carneiro, Paula
Palavras-chave: Memórias falsas
Cognição social
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: No paradigma Deese-Roediger-McDermott (DRM), a apresentação de listas de palavras gera níveis significativos de memórias falsas para um item crítico não apresentado mas relacionado. As duas principais teorias explicativas sobre este efeito prevêem cursos temporais diferentes para as memórias falsas. Segundo a teoria da activação-monitorização, estas são geradas através de um processo de activação associativa, decaindo mais rapidamente com o tempo. Por sua vez, segundo a teoria do traço difuso, estas são geradas através de um processo de extracção temática, decaindo mais lentamente com o tempo. Para testar estes pressupostos, foram analisadas as memórias falsas para itens críticos associativos, geradas por activação associativa, e para itens críticos temáticos, geradas por extracção temática, num teste de reconhecimento em que eram apresentados pares de itens, aplicado imediatamente ou uma semana depois da apresentação das listas. Foi verificado que o reconhecimento falso para os itens críticos associativos diminuiu significativamente, enquanto o reconhecimento falso para os itens críticos temáticos permaneceu relativamente estável. Assim, os resultados revelam ser consistentes com a ideia de que as memórias falsas geradas por extracção temática tendem a ser mais persistentes ao longo do tempo do que as memórias falsas geradas por activação associativa, validando os pressupostos de ambas as teorias.
In the Deese-Roediger-McDermott (DRM) paradigm, the presentation of word lists generates significant levels of false memories for a nonpresented but related critical item. The two main explanatory theories of this effect predict different time courses for false memories. According to activation-monitoring theory, these are generated by an associative activation process, decaying more rapidly over time. In turn, according to fuzzy-trace theory, these are generated by a thematic extraction process, decaying more slowly over time. To test these assumptions, false memories for associative critical items, generated by associative activation, and for thematic critical items, generated by thematic extraction, were analysed in a recognition test in which items were paired, applied immediately or one week after list presentation. It was found that false recognition for associative critical items decreased significantly, while false recognition for thematic critical items remained fairly stable. Thus, the results showed to be consistent with the idea that false memories generated by thematic extraction tend to be more persistent over time than false memories generated by associative activation, validating the assumptions of both theories.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Cognição Social Aplicada), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10401
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046343_tm.pdf680,75 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.