Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10451
Título: Identidade cultural e bem-estar subjectivo em adolescentes
Autor: Patinhas, Irina Ramos
Orientador: Bizarro, Luísa Maria Gomes, 1959-
Palavras-chave: Psicologia do adolescente
Bem-estar subjectivo
Satisfação com a vida
Aculturação
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: As investigações realizadas com adolescentes portugueses sobre a identidade cultural e o bem-estar subjectivo, apontam, ainda, para uma escassez de informação sobre a relação entre ambos. Tendo este facto em conta, a presente dissertação elaborou um estudo exploratório com 55 adolescentes que frequentam uma IPSS, com idades compreendidas entre os 12 e os 21 anos. A recolha de dados realizou-se com a utilização de dois questionários, Escala de Gestão da Identidade (EGI) e Escala de Satisfação com a Vida (ESCV). Desta forma, a presente investigação tem como principais objectivos: (1) Realizar o estudo psicométrico dos instrumentos de medida – EGI e ESCV; (2) Compreender quais as estratégias, para lidar com a situação bicultural, que estão mais presentes na população analisada; (3) Perceber de que forma as estratégias de gestão da identidade cultural, utilizadas pelos adolescentes da amostra, se relacionam com os seus níveis de bem-estar subjectivo, mais especificamente com a sua satisfação com a vida; (4) Compreender qual das estratégias da EGI contribui mais para explicar a satisfação com a vida; (5) Analisar a existência de diferenças ao nível do género e do grupo etário, perante as diversas estratégias de aculturação e a satisfação com a vida. Os resultados apontam para escassas diferenças entre as diversas estratégias de gestão da situação bi-cultural, face aos níveis de satisfação com a vida dos adolescentes. Porém é possível destacar-se a estratégia de Marginalização como aquela que melhor explica o modo como os jovens estão a lidar com esta situação, bem como é aquela que apresenta maiores níveis de satisfação com a vida.
The investigations carried out with Portuguese teenagers on cultural identity and subjective well-being, still point to a scarcity of information about the relationship between both. Having this in mind, this thesis has developed an exploratory study with 55 teenagers attending a IPSS, aged between 12 and 21 years. The collection of data was performed with the use of two questionnaires, Identity Management Strategies Scale (IMSS) and Satisfaction With Life Scale (SWLS). In this manner, this research has as main objectives: (1) Conduct the study of psychometric measuring instruments - IMSS and SWLS; (2) Understand what strategies to deal with the bi-cultural situation, and which are more often present in this population; (3) Understand how the management strategies of cultural identity, used by the adolescents in the sample, are related to their levels of subjective well-being, more specifically their satisfaction with life; (4) Understand which strategy of the IMSS contributes more to explain satisfaction with life; (5) analyze the existence of differences in gender and age group, in regard to the different strategies of acculturation and life satisfaction. The results indicate scarce differences between the various management strategies in bi-cultural situation, given the levels of life satisfaction of adolescents. However it is possible to highlight the strategy of marginalization as the one that best explains how young people are dealing with this situation, and is the one that has higher levels of life satisfaction.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10451
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046360_tm.pdf866,19 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.