Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10454
Título: Regulação emocional e da satisfação das necessidades psicológicas na ansiedade social
Autor: Leonardo, Carolina Soares Rodrigues
Orientador: Afonso, Maria João, 1959-
Palavras-chave: Ansiedade social
Regulação emocional
Necessidades psicológicas
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: O presente estudo pretendeu proporcionar uma compreensão mais alargada sobre a ansiedade social elevada, particularmente através do estudo dos processos emocionais e da regulação da satisfação das necessidades psicológicas a si associados, tendo em vista repensar os modelos teórico-interventivos para a fobia social a partir de uma perspectiva cognitiva-comportamental e integrativa. Neste sentido, realizou-se um estudo quantitativo, para o qual foram consideradas duas amostras de participantes, a primeira constituída por pessoas com queixas de ansiedade social e a receber acompanhamento psicoterapêutico devido às mesmas, e a segunda formada por pessoas pertencentes à população geral. Os resultados obtidos, no que respeita à comparação entre estes dois grupos, demonstram que o primeiro apresenta níveis significativamente mais elevados de Ansiedade social, Evitamento de situações sociais, recurso a Comportamentos de segurança e ocorrência de Pensamentos automáticos negativos quando presente nessas situações. Verificou-se ainda que o primeiro grupo utiliza menos a Reavaliação cognitiva como estratégia de regulação emocional, tendendo a recorrer mais à Supressão emocional. O primeiro grupo diferenciou-se ainda através da apresentação de níveis mais elevados de dificuldades de regulação emocional e menores níveis de regulação da satisfação das necessidades psicológicas, comparativamente ao segundo. Sugere-se a pertinência de integrar as variáveis emocionais e relacionadas com a regulação da satisfação das necessidades psicológicas, nos modelos teórico-interventivos para a fobia social, e defende-se que é possível promover a eficácia das intervenções psicoterapêuticas através da integração de formas de comunicação terapêutica potencialmente reparadoras focadas nas dificuldades de regulação emocional, especificamente envolvidas no desenvolvimento e manutenção da fobia social, assim como, focadas na promoção do reconhecimento, aceitação e acção no sentido de uma melhor regulação da satisfação das necessidades.
The present study was aimed at providing a deeper understanding of high levels of social anxiety, particularly through the study of the associated emotional processes and the regulation of the satisfaction of psychological needs, in order to rethink the theoretical and interventional models for social phobia, from a cognitive-behavioral and integrative perspective. In this regard, a quantitative study was conducted, for which two samples of participants were considered: the first group was formed by people with social anxiety complains who where receiving psychotherapeutic accompaniment and the second group was composed by people belonging to the general population. The results showed that the first group presented significantly higher levels of Social Anxiety, Avoidance of social situations, Safety behaviours and Automatic thoughts when facing that kind of situations. It also showed that the first group used less Reappraisal as emotional regulatory strategy, tending to use more emotional Suppression. In addition, the first group showed higher levels of difficulties in emotional regulation and lower levels of regulation of the satisfaction of psychological needs, when compared to the second group. The relevance of integrating variables related to the emotional process and to the regulation of the satisfaction of psychological needs in the theoretical and interventional models for social phobia is thus proposed. It is also suggested that it is possible to promote the effectiveness of psychotherapy interventions by integrating potentially reparative forms of therapeutic communication, focused both on the difficulties in emotional regulation specifically involved in the development and maintenance of social phobia, and on the promoting of acknowledgement, acceptance and action, in order to bring about a better regulation of the satisfaction of vital psychological needs.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10454
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046367_tm.pdf955,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.