Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10465
Título: Stress ocupacional e bem-estar : a importância dos recursos da organização ao nível terciário
Autor: El Sayed, Sara Rodrigues
Orientador: Chambel, Maria José, 1962-
Palavras-chave: Bem-estar profissional
Burnout profissional
Stress no trabalho
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: No sentido de lidar com o stress ocupacional e suas consequências na saúde e no bemestar dos trabalhadores, surge a necessidade das organizações desenvolverem intervenções terciárias para possibilitar o apoio psicológico e de saúde aos colaboradores e aos seus dependentes. O modelo JDC de Karasek, baseando-se nas características do trabalho, verificou que elevada exigência (quantidade de trabalho) associada a baixa autonomia (controlo) conduz a um quadro de maior stress no trabalho. Do mesmo modo, o modelo JDR demonstra que para além das características do trabalho, todas as funções dentro do contexto de trabalho, têm também aspectos físicos, psicológicos, sociais ou organizacionais do trabalho que visam reduzir as exigências do trabalho, atingir as metas do trabalho e estimular o crescimento pessoal, a aprendizagem e o desenvolvimento - os recursos. Neste presente estudo, partimos das características de trabalho do modelo de Karasek, para estudar o burnout e o engagement, mas a sua conceptualização foi amplificada numa perspectiva macro, na qual as práticas organizacionais, nomeadamente as intervenções terciárias, foram considerados recursos do contextos cruciais para explicar o bem-estar dos trabalhadores. Utilizámos uma amostra de 75 colaboradores de uma empresa do sector informático no Brasil. Os resultados obtidos apontam para o facto de que as práticas organizacionais não potenciarem o efeito dos recursos no engagement, nem atenuarem o efeito das exigências no burnout mas revelarem uma relação directa com o bem-estar dos trabalhadores. Ao nível da gestão do stress por parte dos recursos humanos este estudo implica a necessidade de existir a diminuição ao nível das exigências e o aumento dos recursos do trabalho (particularmente o suporte do chefe), assim como o aumento das práticas organizacionais promotoras do bem-estar.
In order to manage with the occupational stress and its consequences on the health and well-being of workers, there is the need for organizations to develop tertiary interventions to enable health and psychological support to employees and their dependents. The JDC model of Karasek, based on the characteristics of the work, found that high strain (amount of work) associated with low autonomy (control) leads to an environment of increased stress at work. Similarly, the JDR model demonstrates that, in addition to the characteristics of the work, all functions within the context of work, also have physical, psychological, social or organizational aspects aimed at reducing the demands of work, achieving goals and stimulate personal growth, learning and development – the resources. In this study, we set the working characteristics of the Karasek model to study burnout and engagement, but his conceptualization was amplified in a macro perspective, in which organizational practices, including tertiary interventions were considered crucial features of contexts to explain the well-being of workers. We used a sample of 75 employees of a company in the IT sector in Brazil. The results point to the fact that organizational practices did not potentiate the effect of resources on engagement, or mitigate the effect of demands on burnout but reveal a direct relationship with the well-being of workers. At the level of stress management for the human resources, this study implies that it is necessary to decrease the level of demands and increasing job resources (particularly the support of the boss), as well as increasing organizational practices that promote the well-being .
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10465
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046356_tm.pdf416,61 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.