Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10476
Título: Necessidades psicológicas e relações com bem-estar/distress psicológicos e sintomatologia : estudo da polaridade dialéctica prazer/dor
Autor: Conceição, Catarina Daniela Trigo Vargues da
Orientador: Vasco, António Branco, 1955-
Palavras-chave: Necessidades psicológicas
Bem-estar psicológico
Complementaridade paradigmática
Dor - aspectos psicológicos
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: O presente trabalho enquadra-se no Modelo de Complementaridade Paradigmática, o qual concebe a regulação da satisfação das necessidades psicológicas como promotora do Bem-estar psicológico. Neste âmbito, foram realizados dois estudos de natureza quantitativa em momentos diferentes. O primeiro estuda a relação da necessidade psicológica de Dor com o Bem-estar/Distress psicológicos e visa a selecção de itens que integrem o instrumento de avaliação das necessidades psicológicas, usado no segundo estudo. Este avalia as qualidades psicométricas da Escala de Regulação da Satisfação das Necessidades psicológicas - versão reduzida (ERSN-57, Vasco, Bernardo, Cadilha, Calinas, Conde, Ferreira, Fonseca, Guerreiro, Rodrigues, Romão, Rucha, Silva, & Vargues-Conceição, 2013) e estuda a relação das necessidades psicológicas com o Bemestar/ Distress psicológicos e sintomatologia. No primeiro estudo foi aplicada a Escala Dor (Vasco, Ferreira, Romão, Silva, & Vargues-Conceição, 2013) a uma amostra de 129 sujeitos, tendo sido aplicada a ERSN-57 a uma amostra de 271 sujeitos. Foi utilizado um instrumento para a avaliação do Bem-estar/Distress psicológicos nos dois estudos e dois instrumentos para avaliação da sintomatologia no segundo estudo. Os resultados demonstram a consistência interna da maioria das subescalas da ERSN-57 e uma estrutura factorial com sentido teórico. Verificam-se relações positivas entre a regulação das necessidades psicológicas e o Bem-estar psicológico e relações negativas entre a regulação das necessidades psicológicas e o Distress e sintomatologia. Por sua vez, as discrepâncias das polaridades apresentam relações positivas com o Distress e sintomatologia e relações negativas com o Bem-estar psicológico. A comparação de grupos demonstra que o grupo de sujeitos com maior regulação em ambas as necessidades da polaridade apresenta maior nível de Bem-estar e menor de Distress e sintomatologia. Estes resultados apoiam o Modelo de Complementaridade Paradigmática nos seus constructos centrais e relações com o Bem-estar/Distress e sintomatologia.
This work is framed by the Paradigmatic Complementary Model, which conceives the regulation of psychological needs satisfaction as a promoter of psychological Wellbeing. Two quantitative studies were carried out in two different moments. The first one studies the relation of the psychological need of Pain with psychological Wellbeing/ Distress and it targets a selection of items that integrate the instrument used for evaluation of psychological needs on the second study. This one assesses the psychometric qualities of Psychological Needs Satisfaction Regulation Scale –reduced version (ERSN-57, Vasco, Bernardo, Cadilha, Calinas, Conde, Ferreira, Fonseca, Guerreiro, Rodrigues, Romão, Rucha, Silva, & Vargues-Conceição, 2013) and it studies the relation of psychological needs with psychological Well-being/Distress and symptomatology. In the first study the Pain Scale (Vasco, Ferreira, Romão, Silva, & Vargues-Conceição, 2013) was applied to a sample of 129 individuals and on the second study the ERSN-57 was applied to a sample of 271 individuals. An instrument was used for evaluation of psychological Well-being/Distress on both studies and two instruments were used for evaluation of symptomatology on the second study. The results show a reliable majority of the subscales of ERSN-57 and a factor structure with conceptual sense. The results also suggest positive relations of psychological needs with psychological Well-being/Distress and symptomatology, contrarily, the discrepancies of polarities show positive relations with psychological Distress and symptomatology and negative relations with psychological Well-being. The comparison between groups demonstrates that the group with higher regulation on both needs of polarity shows higher levels of psychological Well-being and low levels of psychological Distress and symptomatology. These results support the Paradigmatic Complementary Model in its central constructs and relations with psychological Well-being/Distress and symptomatology.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10476
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046366_tm.pdf1,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.