Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10495
Título: O impacto do género do portador do factor de infertilidade na satisfação conjugal, na auto-eficácia na infertilidade, na consciência de estigma e na auto-estima global
Autor: Pereira, Patrícia Alexandra Silva
Orientador: Justo, João Manuel Rosado de Miranda, 1958-
Palavras-chave: Infertilidade
Satisfação conjugal
Auto-estima
Auto-eficácia
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Objectivo: Este estudo teve dois teve dois objectivos. O primeiro foi avaliar o impacto do género do portador do factor de infertilidade em casais inférteis com etiologia individualizada, relativamente ao sofrimento psicológico. O segundo foi avaliar o impacto da diferenciação/indiferenciação do portador do factor de infertilidade no sofrimento psicológico. Amostra: A amostra é constituída por 50 casais inférteis, com idades compreendidas entre 23 e 54 anos. Todos os elementos foram recrutados na Consulta de Infertilidade da Maternidade Dr. Alfredo da Costa. Instrumentos: Após a leitura da Folha de Informação ao Participante e da obtenção do Consentimento Informado, cada elemento do casal teve de preencher, individualmente, um Questionário Sociodemográfico e Clínico. De seguida, foram preenchidos quatro questionários: Escala de Avaliação da Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC), Escala de Auto-Eficácia na Infertilidade (EAEI), Questionário de Consciência de Estigma (QCE) e Questionário de Auto-estima Global (QAEG). Hipóteses: Foram testadas duas hipóteses gerais. HG1 - o género do portador do factor de infertilidade consegue explicar a variância das variáveis dependentes Satisfação Conjugal, Auto-eficácia na Infertilidade, Consciência de Estigma e Auto-estima Global. HG2 – a diferenciação/indiferenciação do portador do factor de infertilidade consegue explicar a variâncias das variáveis dependentes já enunciadas. Resultados: Através de análises de regressão, concluímos que a diferenciação/indiferenciação explicou a variância da Satisfação Conjugal nos homens inférteis e explicou a variância da Consciência de Estigma nas mulheres inférteis. O género do portador do factor de infertilidade não deu contributos significativos para a explicação das variáveis dependentes. Conclusão: A diferenciação/indiferenciação do portador do factor de infertilidade parece conseguir desempenhar um papel importante e específico conforme o género do elemento do casal infértil. A especificidade da percepção que homens e mulheres inférteis fazem da natureza da sua infertilidade precisa de ser elucidadas em investigações posteriores.
Objective: This study had two had goals. The first was to evaluate the impact of the gender of the bearer of the infertility factor in infertile couples with individualized etiology upon psychological distress. The second was to evaluate the impact of the differentiation/indifferentiation of the bearer of the infertility factor upon psychological distress. Sample: The sample consisted of 50 infertile couples, aged between 23 and 54 years. All elements were been recruited at the Infertility Consultation of the Maternity Dr. Alfredo da Costa. Instruments: After reading the Paper of Information to Participants and Informed Consent was obtained, each element of the couple had to fill, individually, Clinical and Sociodemographic Questionnaire. Then, four questionnaires were filled: Rating Scale Areas of Life Satisfaction in Marriage (EASAVIC), Self-Efficacy Scale in Infertility (EAEI), Stigma Consciousness Questionnaire (QCE) and Global Self-Esteem Questionnaire (QAEG). Hypothesis: We tested two general hypotheses. HG1 - the gender of the bearer of the infertility factor explains the variance of the dependent variables Marital Satisfaction, Self-Efficacy in Infertility, Stigma Consciousness and Global Self-Esteem. HG2 - differentiation/indifferentiation of the bearer of the infertility factor explains the variance of the dependent variables already mentioned. Results: Through regression analysis, we concluded that the differentiation/ indifferentiation variable explained Marital Satisfaction variance of infertile men and explained Stigma Consciousness variance of infertile women. The gender of the bearer of the infertility factor did not yield significant contributions to the explanation of the dependent variables. Conclusion: The differentiation/indifferentiation of the bearer of the infertility factor seems to play an important and specific role according to the gender of the element of the infertile couple. The specificity of perceptions that infertile men and women produces about their infertility needs to be elucidated in further investigations.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10495
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046387_tm.pdf2,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.