Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10511
Título: O optimismo e a auto-eficácia dos indivíduos : estudo exploratório com uma amostra de trabalhadores do sector da educação
Autor: Lopes, Débora Raquel Correia Tavares
Orientador: Rafael, Manuel, 1962-
Palavras-chave: Optimismo
Auto-eficácia
Educação especial - Portugal
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Esta investigação assumiu-se como um estudo de caso acerca do optimismo e da auto-eficácia dos indivíduos, neste caso especifico trabalhadores de uma instituição de Ensino Especial. O principal objectivo é verificar se indivíduos com maiores níveis de optimismo tendem a ter uma melhor noção de auto eficácia. Para tal foi utilizado o Questionário LOT- R, um questionário de avaliação do optimismo disposicional e a GSE, uma Escala de auto-eficácia geral. Os resultados demonstram que não há diferenças estatisticamente significativas entre o sexo e a idade perante o optimismo, no entanto confirmam a relação estatisticamente significativa existente entre a auto-eficácia e o optimismo. O estudo apresentou limitações metodológicas, relativas à dimensão da amostra e aos itens do questionário do optimismo, visto não se encontravam disponíveis 4 itens a que os autores da escala chamam de distratores. Sugere-se uma replicação da investigação com uma amostra de maior dimensão. Importa promover uma atitude optimista que possibilite aos indivíduos lidarem com as situações de stress de uma forma mais eficaz e positiva.
This research was seen as a case study about optimism and self-efficacy of individuals, in this specific case workers from an institution of Special Education. The main objective is to verify that individuals with higher levels of optimism tend to have a better sense of self-efficacy. For this we used the Questionnaire LOT-R, a questionnaire for evaluation of dispositional optimism and GSE, a Scale of general self-efficacy. The results show no statistically significant differences between sex and age to the optimism, however confirm the relationship statistically significant between self-efficacy and optimism. The study had methodological limitations related to sample size and questionnaire items of optimism, as there were 4 items available to the authors of the scale call distractors. It is suggested replication research with a larger sample size. Promoting a optimistic attitude that enables individuals to cope with stressful situations in a more effective and positive.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10511
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046393_tm.pdf454,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.