Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10515
Título: Diferenças de género na elaboração da ansiedade e do prazer nas respostas à prova "Era uma vez..."
Autor: Monteiro, Eduardo Ferrão
Orientador: Gonçalves, Bruno, 1950-
Palavras-chave: Ansiedade
Prazer
Género humano
Técnicas projectivas
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: A prova “Era Uma Vez…” (Fagulha, 1992) é uma prova projetiva de contar histórias para crianças entre os 5 e os 11 anos, que descreve a forma como elas elaboram as emoções de ansiedade e de prazer. A tarefa pedida à criança é que selecione e organize um conjunto de cenas para completar histórias em formato de banda desenhada, que retratam situações ansiogénicas e prazerosas do quotidiano de uma personagem com quem se identifica. O presente estudo propõe-se a descrever, pela primeira vez, as respostas à prova dadas pelos dois géneros separadamente, comparando-as e identificando possíveis diferenças entre si na sua evolução com a idade. Foi utilizada uma amostra de respostas de 400 crianças para análise da categoria da cena escolhida e sua posição na sequência organizada pela criança (Fagulha, 1992), e também da Estratégia de Elaboração Emocional (Pires, 2001). Foram encontradas diferenças de género, consoante a idade e a situação ansiogénica e de prazer. Globalmente, os resultados podem sugerir que na elaboração das emoções de ansiedade e prazer os rapazes tendem mais à experiência fantasiosa, e as raparigas mais para a consciencialização de emoções negativas, e também que aos 10 e 11 anos as raparigas tendem mais a elaborar essas emoções com maior maturidade.
The “Once upon a time…” test (Fagulha, 1992) is a storytelling projective test for children between 5 to 11 years old, which describes how they manage the emotions of anxiety and pleasure. The child has to select and organize a set of scenes to complete stories in comics form, that depict anxiogenic and pleasurable everyday situations of a character with whom she identifies. This study aims to describe, for the first time, the answers to the test given by the two genders separately, comparing them and identifying possible differences between them in their evolution with age. A sample of 400 children responses were analysed as to the category chosen scene and its position in the sequence organized by child (Fagulha, 1992), and as to the Anxiety Elaboration Strategy (Pires, 2001). Gender differences were found, depending on age and on the anxiogenic and pleasurable situation. Overall, results may suggest that in the management of anxiety and pleasure emotions boys tend more to fantasize, and girls tend more to raise awareness of negative emotions, and also that at 10 and 11 years old girls tend more to a mature management of these emotions.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10515
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046412_tm.pdf849,01 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.