Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10538
Título: Crenças parentais sobre o sono das crianças em idade pré-escolar
Autor: Chambel, Inês Duque Agostinho
Orientador: Barros, Luísa, 1957-
Goes, Ana Rita, 1979-
Palavras-chave: Sono infantil
Crianças em idade pré-escolar
Parentalidade
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Os problemas de sono são uma das preocupações mais comuns em crianças (Thiedke, 2001). Estudos anteriores demonstraram que as cognições e as estratégias parentais se relacionam com problemas de sono infantil (Morell & Coritna-Borja, 2002). Este estudo pretendeu descrever o desenvolvimento de dois questionários sobre cognições parentais (PBSQ) e estratégias parentais (PSSQ) relacionadas com o sono infantile explorar a sua estrutura fatorial e consistência interna. Adicionalmente, pretendeu descrever os padrões e dificuldades de sono das crianças e as cognições e estratégias parentais relacionadas com o sono. Por fim, pretendeu-se descrever as associações entre as cognições, estratégias e problemas de sono em crianças. Participaram neste estudo 122 pais de crianças com idades entre os 1 e os 7 anos (M = 4, DP =1,36). Os pais preencheram um conjunto de questionários sobre as características sociodemográficas dos pais e das crianças, os hábitos e dificuldades de sono das crianças e as cognições e estratégias parentais relacionadas com o sono. A análise fatorial dos dois questionários revelou estruturas coerentes com os aspetos teóricos e empíricos que orientaram a sua construção e boa consistência interna. No questionário sobre as cognições parentais, foram encontradas 5 escalas (consequências do não envolvimento parental, eficácia/controlo, normalização, dramatização e conforto). No questionário de estratégias parentais relacionadas com o sono, emergiram 3 escalas (presença, ambiente e regulação). Os resultados demonstraram, também, que as cognições sobre eficácia/controlo e conforto se associaram com as estratégias usadas pelos pais e com as dificuldades de sono das crianças. Os resultados deste trabalho reforçaram a importância do papel das cognições parentais para a escolha das estratégias a utilizar para adormecer as crianças e para as dificuldades relacionadas com o sono em crianças pequenas.
Sleep problems are one of the most common concerns in children (Thiedke, 2001). Previous studies showed that cognitions and parenting strategies are related to children`s sleep problems (Morell &Coritna- Borja, 2002). The main target of this study was describing the development of two surveys about parental cognitions (PBSQ) and parenting strategies (PSSQ) related to sleep and to explore their factorial structure and internal consistency. Additionally, we want to describe the patterns and major children´s sleep problems and the cognitions and parental strategies related to sleep. Finally, it was intended to describe associations between the cognitions, strategies and sleep problems in children. The participants of this study were 122 parents of children aged between 1 and 7 years old (M=4, DP=1,36). Parents filled out a set of questionnaires about the socio-demographic characteristics of parents and children, habits and sleep difficulties of children and the cognitions and parental sleep-related strategies. Factor analysis of both questionnaires revealed structures consistent with the theoretical and empirical aspects that guided its construction and good internal consistency. In what concerns the questionnaire about parental cognitions, we found out that there are 5 degrees (as a result of the non-involvement of parents, effectiveness/control, standardisation, dramatization and confort). Finally, from the questionnaire about parenting strategies related to sleep, emerged 3 degrees (presence, environment and regulation). The results also showed us that cognitions about eficacy/control and confort become related to the strategies used by parents and to the sleep difficulties of the children. The final results of this work reinforced the importance of the role of parental cognitions for the choice of the best strategies to be used of getting children to sleep, and to the difficulties related to young children`s sleep.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10538
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046406_tm.pdf1,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.