Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10572
Título: A alta hospitalar do doente dependente no autocuidado:decisões, destinos, padrões de assistência e de utilização dos recursos:estudo exploratório sobre o impacte nas transições do doente e do familiar cuidador
Autor: Petronilho, Fernando Alberto Soares, 1966-
Orientador: Silva, Abel Avelino de Paiva e
Pereira, Filipe Miguel Soares
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: A investigação que apresentamos, situa-se no domínio de duas áreas centrais da enfermagem: a transição da pessoa associada à dependência no autocuidado e a transição para o exercício do papel de prestador de cuidados. Objetivos: 1) identificar os critérios de decisão utilizados sobre o destino dos doentes dependentes no autocuidado no momento da alta hospitalar (Estudo I); 2) conhecer o destino dos doentes dependentes no autocuidado no momento da alta hospitalar, bem como, conhecer o seu perfil em função dos diferentes destinos (Estudo II); 3) conhecer a evolução da condição de saúde dos dependentes, a evolução do processo de tomar conta dos familiares cuidadores, bem como, a evolução dos recursos utilizados (Estudo III). Metodologia: foram realizadas entrevistas exploratórias a 18 profissionais de saúde (Estudo I). Foi identificada uma amostra de 273 dependentes com alta hospitalar, internados em seis hospitais da região norte de Portugal, tendo sido aplicado um instrumento de avaliação (Estudo II). Numa perspetiva longitudinal, esta amostra de 273 dependentes, foi acompanhada durante os primeiros 3 meses após a alta hospitalar tendo sido aplicado o formulário “Famílias que integram dependentes no autocuidado” (Estudo III). Resultados: os critérios envolvidos na decisão sobre o destino dos dependentes no momento da alta hospitalar estão, fundamentalmente, focalizados: no próprio dependente; no familiar cuidador; no contexto da família; nos recursos da comunidade e, por fim, nas respostas dos serviços de saúde. Quanto ao destino após a alta hospitalar, 58,6% dos dependentes regressou a casa, 28,2% foi referenciada para os serviços de internamento da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, 9,5% para os lares e 3,7% para as famílias de acolhimento. Existem diferentes perfis em função do destino do dependente após a alta hospitalar. Globalmente, há uma evolução negativa no nível de dependência e nas complicações associadas aos processos corporais. Relativamente à transição para o exercício do papel de prestadores de cuidados dos familiares, verificou-se ligeira evolução positiva na perceção de autoeficácia e uma estabilização no perfil de cuidados assegurados, bem como, um ligeiro aumento dos recursos utilizados, todavia, insuficientes. Conclusão: Os enfermeiros podem constituir um recurso significativo na ajuda dos dependentes, a preservar a sua capacidade de desempenho nas atividades do dia-a-dia e a melhorar a sua autonomia. Este suporte pode ser fornecido, quer através do desenvolvimento de competências nos próprios dependentes, quer através do desenvolvimento da mestria nos familiares para o exercício do papel de prestadores de cuidados. Todavia, parte significativa dos cuidados que os dependentes necessitam e assegurados pelos familiares cuidadores, revestem-se de grande complexidade e intensidade, apontando para a grande relevância dos cuidados de enfermagem, facilitadores das transições saudáveis nesta população-alvo.
The research we present is situated in the field of two central areas of nursing: the person´s transition, associated with the dependence in self-care and the transition to exercise the role of carer. Objectives: 1) Identify the decision criteria used on the destination of dependent patients in self-care at the time of hospital discharge (Study I); 2) know the destination of dependent patients in self-care at the time of hospital discharge, as well as their profile according to the different destinations (Study II); 3) know the evolution of the dependents health status, the evolution of the family caregivers in the taking care process as well as the evolution of the resources used (Study III). Methodology: Exploratory interviews were conducted at 18 health professionals (Study I). It was identified a sample of 273 dependents discharged of six hospitals, in the northern region of Portugal, and applied an assessment instrument (Study II). In a longitudinal perspective, this sample of 273 dependents, was followed during the first 3 months after discharge and was applied the form "Families that integrate dependents on self-care" (Study III). Results: The criteria involved in deciding the destination of the dependents at the time of hospital discharge are fundamentally focused: on the dependent, the family caregiver, in the context of family, community resources and, finally, the responses of health services. As for the destination after discharge, 58.6% of dependents returned home, 28.2% were referred for inpatient services of the National Continuous Care Network, 9.5% for nursing homes and 3.7% for host families. There are different profiles depending on the destination of the dependent after hospital discharge. Globally, there is a negative trend in the level of dependence and complications associated with bodily processes. Regarding the transition of relatives to exercise the role of carers, there was a slight positive trend in the perception of self-efficacy and stabilization in the profile of care provided, as well as a slight increase of resources used, however, insufficient. Conclusion: Nurses can be a significant resource in helping dependents in self-care, to preserve their ability to perform day-to-day life activities and improve their autonomy. This support can be provided either through the development of their skills, either by developing mastery in the family caregivers to exercise the role of carers. However, a significant part of the care that they need, and held by family caregivers, are of great complexity and intensity, pointing to the great importance of nursing care, facilitators of healthy transitions in this target population.
Descrição: Tese de doutoramento, Enfermagem, Universidade de Lisboa, com a participação da Escola Superior de Enfermagem, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10572
Aparece nas colecções:REIT - Teses de Doutoramento (Enfermagem)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd067227_td_Fernando_Petronilho.pdf18,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.