Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10605
Título: Caracterização das cadeias tróficas de zonas húmidas costeiras na rota migratória de aves limícolas: uma análise isotópica
Autor: Costa, Joana Sofia dos Santos
Orientador: Catry, Teresa
Cabral, Henrique N., 1969-
Palavras-chave: Aves limícolas
Migração
Zonas húmidas
Alimentação
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Nas últimas décadas foram registados declínios em muitas populações de aves limícolas pertencentes à rota migratória do Atlântico-Este. A descrição da estrutura e funcionamento das cadeias tróficas e a compreensão do papel das limícolas nas zonas húmidas costeiras, a uma larga escala geográfica, pode ser relevante para a previsão dos impactos nas suas populações, em resultado das alterações globais nos ecossistemas que estas ocupam. Neste estudo, foi utilizada a análise de isótopos estáveis de carbono e azoto (δ13C, δ15N) como ferramenta para caracterizar as cadeias tróficas de três zonas húmidas costeiras, importantes para as aves limícolas da rota migratória do Atlântico- Este: estuário do Tejo (Portugal), Sidi Moussa (Marrocos) e Banc d’Arguin (Mauritânia). Em cada ecossistema foram amostrados os produtores primários, consumidores, matéria orgânica particulada em suspensão e depositada no sedimento. Cada cadeia trófica foi caracterizada recorrendo a métricas de nicho e, através da análise de modelos mistos, foram identificadas para cada local as principais fontes de matéria orgânica e a contribuição das diferentes presas para a dieta das espécies de aves. Os resultados evidenciam diferenças nos nichos isotópicos das cadeias tróficas dos três locais. O estuário do Tejo apresenta uma variação sazonal e espacial significativa nos valores de δ15N e parece estar sujeito a uma maior influência antropogénica que os outros locais. Banc d’Arguin regista valores de δ13C mais enriquecidos, o estuário do Tejo menos enriquecidos e Sidi Moussa localiza-se uma situação intermédia, resultado de diferenças ao nível das fontes de matéria orgânica em cada sistema. As comunidades de aves limícolas expressam as assinaturas isotópicas das cadeias tróficas nos vários ecossistemas em estudo. O espaço isotópico ocupado pelas comunidades de aves não se sobrepõe, no entanto, em cada sistema, verifica-se a sobreposição do nicho isotópico de muitas das espécies. Apesar de não ter sido possível discriminar de forma fidedigna as principais contribuições de cada presa para muitas espécies de aves, é de realçar a potencial contribuição de larvas de insetos (Chironomus spp.) em Sidi Moussa e no estuário do Tejo. As comunidades de aves limícolas são susceptíveis a alterações nas cadeias tróficas e como tal, revela-se essencial aprofundar o conhecimento da estrutura das cadeias tróficas e requisitos destas espécies ao longo das rotas migratórias.
In the last decades, a decline in many of wader populations has been recorded along the East-Atlantic flyway. Describing the structure and functioning of food webs and understanding the role of waders in coastal wetlands, on a wide geographic scale, might be relevant to predict the impacts of global environmental changes on waders’ populations. In this study, stable isotope analysis of carbon and nitrogen (δ13C, δ15N) were used to characterize the food webs of three coastal wetlands, essential for wintering waders of the East-Atlantic flyway: Tagus estuary (Portugal), Sidi Moussa (Morocco) and Banc d’Arguin (Mauritania). Primary producers, consumers, suspended particulate organic matter and sedimentary organic matter were sampled in each ecosystem. Each food web was characterized using niche metrics, and mixed models were used to assess the main sources of organic matter and the contribution of different prey to the diet of wader’s species at each site. Our results show significant differences among the isotopic niches of the three studied food webs. The Tagus estuary presents a significant seasonal and spatial variation in δ15N values and appears to be subjected to greater anthropogenic influence than the other systems. Banc d'Arguinhas more enriched δ13C values, Tagus estuary less enriched values and Sidi Moussa shows an intermediate position, as a result of differences in the sources of organic matter in each system. The waders’ communities express the isotopic signatures of food webs in each studied ecosystem. The isotopic space occupied by wader communities does not overlap, however, in each system, several species’ isotopic niches’ overlap. Although the main contributions of each prey for many of the waders’ species were not possible to discriminate, we highlight the potential contribution of insect larvae (Chironomus spp.) in Sidi Moussa and the Tagus estuary. The communities of waders are susceptible to changes in food webs and as such, it is essential to extend the knowledge of food webs structure and of the requirements of these species along the migratory flyways.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia da Conservação). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/10605
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc099015_tm_joana_costa.pdf2,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.