Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/10644
Título: Entre mortos e vivos: nótulas acerca da cronologia absoluta do Megalitismo do Sul de Portugal
Autor: Boaventura, Rui
Mataloto, Rui
Palavras-chave: Megalitismo
Neolítico
Calcolítico
Radiocarbono
Data: 2013
Editora: DGPC
Citação: Revista portuguesa de arqueologia. ISSN 0874-2782. 16 (2013). p. 81-101
Resumo: A definição do período em que se desenrolaram as práticas funerárias, comummente designadas como o fenómeno de Megalitismo conduziu à compilação e revisão das datações pelo radiocarbono conhecidas e/ou publicadas para o Sul de Portugal. Graças ao aumento de dados disponíveis, esse inventário permitiu a recolha de datações absolutas provenientes de locais habitacionais temporalmente contemporâneos de vários tipos de sepulcros, bem como destes últimos, normalmente enquadrados em quatro grupos genéricos: grutas naturais, antas, grutas artificiais e tholoi. Para tal são enumeradas algumas das principais questões consideradas para a utilização e valorização de determinadas datas face a outras, nomeadamente a sua natureza e contexto. Com base na informação compilada para povoados e sepulcros, é hoje possível propor novos parâmetros temporais absolutos para o Megalitismo, entre a primeira metade do IV milénio e meados do III milénio a.n.e., ainda que apresentando características passíveis de faseamento cronológico. Portanto, verificando-se aquelas práticas num período mais curto do que aquele que até recentemente alguns autores propunham. Por outro lado, os vários tipos de sepulcros apresentam também eles próprios faseamentos distintos, ainda que em dado momento tenham tido utilizações coevas.
The study of the period when specific mortuary practices occurred, usually known as Megalithism, led to the gathering and revision of radiocarbon dates related with that phenomenon in the South of Portugal. Thanks to the growth and availability of data, it was possible to gather dates from settlements coeval to the tombs, as well as from the later. These tombs can be grouped by four generic types: natural caves, dolmens, rock cut tombs and tholoi (vaulted chamber tombs). Several reasons are listed to sanction the use of certain dates in detriment of others, namely due to its specific nature and context qualities. Based on the information gathered from settlements and tombs it is today possible to establish a new absolute chronological frame of reference for the phenomenon of Megalithism. This occurred between the first half of the 4th millennium BCE and the middle of the 3rd millennium BCE, although with certain phased characteristics. Therefore, this funerary phenomenon lasted less than some authors have proposed. On the other hand, different types of tombs presented distinct phases of construction and use although at some point most of those types appear to have been used simultaneously.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10451/10644
ISSN: 0874-2782
Aparece nas colecções:UNIARQ - Artigos em Revistas Nacionais



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.