Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1077

Título: Bacteriémias:determinantes genéticos de resistência e virulência em isolados clínicos de Escherichia coli e Klebsiella spp
Autor: Caneiras, Cátia Sofia Gabriel, 1983-
Orientador: Duarte, Aida, 1948-
Palavras-chave: Microbiologia
Escherichia coli
Klebsiella
Virulência
Beta-lactamases
Teses de mestrado
Issue Date: 2009
Resumo: O isolamento de Escherichia coli e Klebsiella spp. multirresistentes produtores de ß-lactamases de espectro alargado (ESBL) em infecções invasivas severas como as bacteriémias, constitui um grande desafio terapêutico. De modo a aumentar o conhecimento destes microorganismos, efectuou-se a caracterização dos determinantes genéticos de resistência e virulência de isolados obtidos ao longo de 7 anos (2000-2007) no Hospital de Santa Maria. A Klebsiella spp. demonstrou uma grande variabilidade genotípica, contrastando com a existência de um clone predominante nos isolados de E. coli, o qual persiste em diferentes serviços do hospital há 5 anos. Este clone é produtor da ESBL CTX-M15 e pertence maioritariamente ao grupo filogenético B2, embora esteja também presente em isolados do grupo D, A e B1. A superior capacidade de disseminação horizontal da E. coli comparativamente à Klebsiella spp. (2,04 replicões/isolado Vs 0,59 replicões/isolado), aliado à especificidade plasmídica encontrada (grupo IncF Vs grupo HI1 e P) sugere que os genes contidos nestes elementos genéticos móveis não são facilmente transmitidos entres estas espécies. O clone descrito apresenta as ilhas de patogenicidade IV536, ICFT073 e IICFT073 e os padrões de virulência com apenas dois (fimH, ecpA) ou três (fimH, ecpA,iucC) dos nove factores pesquisados. Até à data apenas descrita na E. coli entero-hemorrágica O157:H7 78, o factor de aderência EcpA surge no presente trabalho sempre associada à fímbria FimH. Estudos adicionais são requeridos, no entanto parece existir uma acção combinada entre ambos: a FimH permite a adesão e invasão no epitélio vesical ou no enterócito actuando como causa primária da bacteriémia, enquanto que a EcpA possibilita a fuga ao sistema imunitário e, consequentemente a sua persistência no hospedeiro.
The isolation of Escherichia coli e Klebsiella spp multidrud-producing ESBL in severe invasiveinfections such as bacteraemia, is a major therapeutic challenge. To increase knowledge of these microorganisms, it was made the characterization of the genetic determinants of resistance and virulence of isolates obtained over 7 years (2000-2007) at Hospital de Santa Maria. The Klebsiella spp. has demonstrated a great genetic variability, in contrast with the existence of a predominant clone in the isolates of E. coli, which persists in different departments of the hospital for 5 years. This clone is a ESBL CTX-M15 producer and belong mostly to phylogenetic group B2, but is also present in isolates of group D, A and B1. The superior ability of horizontal spread of E. coli compared with Klebsiella spp. (2.04 replicons/isolate Vs 0.59 replicons/isolate) as well as the specific plasmid group found (group IncF Vs HI1 and P group) suggests that genes contained in these mobile genetic elements are not easily transferred between these species. The clone described presents the pathogenicity islands IV536, ICFT073 and IICFT073 and the virulence patterns mostly found the presence of only two (fimH, ecpA) or three (fimH, ecpA, iucC) of the nine virulence factors investigated. So far only described in entero-haemorrhagic E.coli O157:H7 78, the EcpA pilus-adherence factor appears in this work always associated with the fimbriae FimH. Additional studies are required, however there appears to be a combined action between them: the fimH allows adhesion and invasion in the bladder epithelium or in the enterocyte acting as a primary cause of bacteremia, while the EcpA allows the "escape" of the immune system and consequently its persistence in the host.
Descrição: Tese de mestrado, Medicina (Microbiologia Clínica), 2009, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000562240
http://hdl.handle.net/10451/1077
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
19262_ulsd_dep.17790_Tese_Mestrado_Catia_Caneiras.pdf2,67 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia