Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/11028
Título: A evolução das coleções públicas em contexto democrático : políticas de incorporação e vetores de crescimento nos museus de arte da administração central do estado : 1974-2010
Autor: Pinho, Elsa Cristina Carvalho Gomes Garrett
Orientador: Pereira, Fernando António Baptista, 1953-
Património cultural
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2014
Arte
Museus
Política de aquisições
Museologia
Colecções de museu
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente estudo pretende documentar o crescimento das coleções de Arte em Portugal em contexto democrático, através da análise dos principais museus da Administração Central do Estado, diretamente tutelados pela Cultura. Abarcando um arco temporal que se inicia em 25 de abril de 1974 e termina em 2010, analisam-se os reflexos das diferentes políticas culturais na ampliação dos acervos artísticos em função de um marco considerado crucial na história dos museus portugueses porque lhe conferiu a autonomia institucional que nunca antes tinham tido: a criação do Instituto Português de Museus, em 1991. Ao levantamento e análise das aquisições realizadas nos trinta e seis anos em estudo, nas suas diversas modalidades de incorporação, associam-se duas outras componentes que lhe estão intimamente ligadas por via da salvaguarda dos testemunhos materiais do passado e da nossa identidade coletiva: a expatriação e a proteção legal do património artístico da Nação. Atentando em modelos testados e implementados por outros países europeus cujas realidades culturais, em matéria de património móvel, de algum modo estão próximas da portuguesa, propõem-se algumas medidas que visem inverter a falta de investimento nas coleções museológicas nacionais, que maioritariamente continuam a sobreviver graças às incorporações de finais do século XIX e início do século XX.
The present study aims to document the growth of collections of art in Portugal in a democratic context, by analyzing the major museums of the Central State Administration, directly overseen by Culture. Covering a period of time between April 25th, 1974 and 2010, we analyze the consequences of different cultural policies in the expansion of artistic collections according to a landmark considered crucial in the history of Portuguese museums: the creation of the Portuguese Institute of Museums in 1991. The survey of accessioning by Portuguese art museums in the thirty-six years in study and its various acquisition methods is associated with two other issues that are intimately connected to the preservation of material testemonies of our common past and our collective identity: the export and legal protection of Portuguese heritage. Considering models that have been tested and implemented by other European countries whose cultural background regarding movable Heritage is somehow close to the Portuguese, some measures are proposed to reverse the lack of investment in museum collections, which mostly still survive thanks to the acquisitions of the late 19th and early 20th century.
Descrição: Tese de doutoramento, Belas-Artes (Ciências da Arte), Universidade de Lisboa, Faculdade de Belas-Artes, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/11028
Aparece nas colecções:FBA - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd068238_td_vol_1.pdfTese2,12 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd068238_td_vol_2.pdfAnexo documental8,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.