Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/11038
Título: Relatório de estágio
Outros títulos: Laboratório de Análises Clínicas Ampath [Relatório de estágio em hematologia]
Instituto Português de Oncologia de Lisboa [Relatório de estágio em imunologia]
Laboratório Médico Dr. Quintino Rogado [Relatório de estágio em microbiologia]
Autor: Campos, Rita Manuel Lourenço Perez da Graça Camarate de
Orientador: Swartz, Doreen
Coimbra, Maria Filomena Pereira
Melo, Maria Hortência Pacheco Arruda Albergaria e
Correia, Maria Leonor Ferreira Estevão
Palavras-chave: Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: O presente Relatório de Estágio é parte integrante do plano de estudos do Mestrado em Análises Clínicas da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa e é apresentado em duas partes. Da primeira fazem parte os relatórios relativos aos estágios profissionais nas valências de Hematologia (Laboratório de Análises Clínicas Ampath, África do Sul), Imunologia (Instituto Português de Oncologia de Lisboa) e Microbiologia (Laboratório Médico Dr.ª Quintino Rogado, Sacavém). Os relatórios de estágio das diferentes valências têm como objectivo fazer uma apresentação dos locais onde decorreram e descrever a actividade desenvolvida, destacando nomeadamente os parâmetros efectuados, o tipo de amostra, os equipamentos utilizados, o fundamento dos métodos, o controlo de qualidade e os aspectos mais relevantes no que diz respeito à experiência desenvolvida e ao enquadramento dos conhecimentos adquiridos no contexto geral do Laboratório e da sua aplicação à Clínica. Na segunda parte é apresentada uma revisão actualizada do tema “Importância das cadeias leves livres no diagnóstico, prognóstico e monitorização das discrasias plasmocitárias”. Nos últimos anos ressurgiu e alargou-se o interesse pelas CLL (cadeias leves livres). O entendimento dos mecanismos de regulação e o desenvolvimento de novos testes que permitiram a sua quantificação, abriram as portas a novas abordagens, aumentando a sua importância no estudo das discrasias plasmocitárias. No contexto do diagnóstico, o doseamento de CLL no soro, juntamente com a electroforese das proteínas e a imunofixação constituem um protocolo com excelentes níveis de sensibilidade e especificidade permitindo para a maioria das situações prescindir dos testes na urina de 24 horas. Estudos recentes mostram também que as CLL no momento do diagnóstico são um factor de risco independente sugerindo a sua determinação para avaliação de prognóstico. Na monitorização e avaliação da remissão são também definidas as situações e os protocolos que recomendam a sua utilização.
The present Internship Report is part of the program of the Master in Clinical Pathology of the School of Pharmacy, University of Lisbon. The Internship Report is divided in two parts. In the first part, I describe the professional internships in Hematology (Ampath Clinical Laboratory, South Africa), Immunology (Portuguese Institute of Oncology of Lisbon) and Microbiology (Medical Laboratory Dr. Quintino Rogado, Sacavém). The internship reports on the different areas present the laboratories where the internships took place as well as describe my activities in those laboratories, highlighting the tests performed, type of sample, the equipment used, the methods principles, the quality controls and the most relevant aspects of the acquired experience, both from a technical and a clinical point of view. On the second part of this Internship Report, I conduct an updated review of the “Importance of free light chains in the diagnosis, prognosis and response assessment of plasma cell disorders”. Over the last years, the interest in FLC (free light chains) has been resurfaced and widened. The learning about regulation mechanisms as well as the development of new tests for quantifying the FLC opened the door to new approaches, increasing its importance in the study of plasma cell disorders. On the context of diagnosis, the measurement of serum FLC in combination with protein electrophoresis and immunofixation is a protocol with high levels of sensibility and specificity, allowing in most of the cases to replace 24-hour urine tests. Recent studies also show that the FLC at the time of diagnosis is an independent risk factor suggesting its inclusion on the evaluation of prognosis. The cases and protocols that recommend the use of FLC in response assessment are also defined.
Descrição: Relatório de estágio de mestrado, Análises Clínicas, Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/11038
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MAC_final_20110425_fcc1.pdf1,48 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.