Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1114

Title: A comunicação na transferência do doente em cuidados curativos para os cuidados paliativos
Authors: Alvarenga, Margarida Isabel Cardoso dos Santos Freitas, 1970-
Advisor: Barbosa, António, 1950-
França, Ana Paula
Keywords: Cuidados paliativos
Comunicação
Qualidade de vida
Cuidados a doentes terminais
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Abstract: A comunicação é um dos componentes essenciais dos Cuidados Paliativos. Comunicar más noticias exige treino e formação e da eficácia deste processo depende a adaptação do doente à sua situação clínica e a capacidade de reorganizar a vida e os objectivos delineados.Considerando a incurabilidade da doença e a transferência dos cuidados curativos para os cuidados paliativos - uma má noticia - pensamos ser importante reflectir sobre a forma como esta está a ser efectuada, se é clara ou não para os doentes a razão desta transferência e verificar se é permitido ao doente esclarecer dúvidas e manifestar preocupações e expectativas.Num percurso de quinze anos de enfermagem, numa unidade de internamento para doentes com doença avançada, sem perspectivas curativas, fomos confrontados com realidades que nos fizeram questionar a forma como os doentes foram informados da transferência de equipa de cuidados. A manutenção da esperança na cura ou numa recuperação que permita o retorno aos tratamentos com objectivo curativo, surge com frequência e denuncia um não ajustamento da pessoa à realidade, de forma a que esta possa redefinir objectivos e participar activamente no processo de tomada de decisão sobre o seu percurso de doença.Por esta razão pareceu-nos pertinente analisar como é que os doentes seguidos pela equipa de Cuidados Paliativos do Instituto Português de Oncologia Centro Regional do Porto, perceberam o que lhes foi comunicado sobre a transferência para os Cuidados Paliativos, quando e por quem foi dada essa informação.O estudo foi realizado no Serviço de Cuidados Paliativos da referida Instituição e incidiu sobre vinte e oito doentes com recurso à entrevista como instrumento de recolha de dados. Os resultados encontrados foram transcritos e analisados de forma a perceber quando e por quem foi dada a noticia da transferência e como é que os doentes percepcionaram a razão da transferência, qual o sentido atribuído
Communication is one the essential components of palliative care. Communicating bad news requires practice and training and the efficiency of this process depends on the adaptation of the patient to his/her clinical situation and to reorganize their life and outlined objectives. Taking into account the incurability of the disease and the transfer from treatment care to palliative care which is bad news we think to be important to ponder over the way how this transfer is being carried out; if it is clear or not for the patients the reason of the transfer and to verify if it is permitted to clarify doubts, express concerns and expectations. During fifteen years of nursing, in a hospital unit for patients with terminal illness, without any prospects of a cure, we were confronted with the reality which made us question the way patients are informed of the transfer to another care unit. The management of a hope for a cure or a recovery that will allow them to return to treatments with the objective of being cured frequently comes up and denounces them to a false adaptation of the person's reality, so that they can redefine goals and participate more actively in making decisions in the course of their illness.For this reason it appears to us pertinent to analyze how the patients followed by a Palliative Care team of the Portuguese Cancer Institute, regional centre of Oporto, understand what is communicated to them about the transfer to Palliative Care, when and by who this information was given. A study was realized in the Palliative Care Unit of the referred institution and fell upon twenty-eight patients with recourse of an interview as an instrument of collecting data. The results found were transcribed and analyzed by which to understand when and by who the news of transfer was given and how the patients understood the reason of the transfer, what were their feelings as well as how could or should it be different. We could understand that a considerable n
Description: Tese de mestrado em Cuidados Paliativos, apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/1114
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
16474_Capa2.pdf70.4 kBAdobe PDFView/Open
16475_2_texto.pdf708.25 kBAdobe PDFView/Open
16476_Bibliografia.pdf42.86 kBAdobe PDFView/Open
16477_Anexos2.pdf158.53 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE