Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1117

Title: Factores que influenciam a sexualidade feminina depois do parto
Authors: Alves, Maria da Graça Cerqueira, 1970-
Advisor: Vieira, Rui Xavier, 1950-
Keywords: Sexo
Comportamento sexual
Período pós-parto
Disfunções sexuais psicogénicas
Parceiros sexuais
Teses de mestrado
Issue Date: 2009
Abstract: O nascimento de uma criança constitui um processo de complexidade biopsicosocial considerável. Tornar-se mãe e pai gera um período de instabilidade que requer comportamentos que promovam a transição para a maternidade/paternidade, que obriga os pais a explorarem o seu relacionamento com a criança, bem como redefinir a relação entre eles. Ao pós-parto associa-se geralmente uma diminuição do bem-estar biológico, psicológico, conjugal e familiar, do qual pode resultar desequilíbrio, tanto quanto pode resultar desenvolvimento e aquisição de novas competências psicológicas e sociais. A diminuição do desejo e do prazer sexual e a alteração dos padrões de actividade sexual são mudanças que se verificam depois do nascimento do bebé, o que não se reconhece geralmente é que estes problemas podem persistir muito depois do fim dos cuidados pós-natais convencionais. Preocupados com esta realidade procuramos conhecer os factores relacionados com a alteração da sexualidade feminina nos quinze meses após o parto. Foi realizado um estudo descritivo, com uma dimensão temporal do tipo transversal. Neste sentido foi aplicado um questionário, a 202 mulheres nos primeiros quinze meses após o parto, que recorreram aos Centros de Saúde do Bombarral, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche no período compreendido entre 16 de Outubro de 2006 e 31 de Janeiro de 2007. Os dados foram tratados informaticamente utilizando estatística descritiva e inferencial. Salientamos as seguintes conclusões: (a) na globalidade da amostra, as mulheres nos primeiros quinze meses após o parto, obtiveram níveis de interesse e resposta sexual elevados, completos e bem integrados; (b) não existiram diferenças significativas nos níveis de interesse e de resposta sexual ao longo dos 15 meses após o parto; (c) Confirmou-se estatisticamente (p ≤ 0,05) que o interesse e a resposta sexual feminina depois do parto, são influenciados tanto pela percepção que a mulher tem do parceiro sexual, como por aspectos de natureza psicológica, relacionados com a percepção que a mulher têm das alterações que a gravidez e o parto provocam no corpo.
Description: Tese de mestrado em Sexualidade Humana (Sexualidade e Clínica Familiar), apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, 2009
URI: http://sibul.reitoria.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000546437
http://hdl.handle.net/10451/1117
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17092_Dissertacao_final_GRACA.pdf2.29 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE