Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/11410
Título: Trabalho laboratorial no 1.º ciclo do ensino básico:conceções e práticas de professores
Autor: Correia, Marisa Sofia Monteiro, 1979-
Orientador: Freire, Ana Maria, 1947-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Com este estudo, pretendeu-se descrever e interpretar mudanças que se operaram nas conceções de ensino e nas práticas de professores do 1.º ciclo, após o envolvimento num programa de formação, que visava promover o uso do trabalho laboratorial. Procurou-se, ainda, conhecer as dificuldades que os professores enfrentaram durante a implementação das atividades laboratoriais. Para se atingir estas finalidades recorreu-se a uma abordagem metodológica de natureza qualitativa com orientação interpretativa. Participaram neste estudo dez professoras do 1.º ciclo do ensino básico, pertencentes a sete escolas diferentes, situadas no concelho de Santarém, que frequentavam o Programa de Formação em Ensino Experimental das Ciências (PFEEC). Utilizaram-se diferentes instrumentos de recolha de dados: observação naturalista, entrevistas e documentos escritos. Os resultados demonstraram a ocorrência de mudanças nas conceções relativamente a aluno e aprendizagem, professor e ensino, ensino de ciências e contexto de ensino. Durante a formação, as professoras apontaram diversas dificuldades associadas à planificação e implementação de atividades laboratoriais. A observação de aulas, ao longo da formação, permitiu constatar que as professoras foram conferindo progressivamente maior autonomia aos alunos. Todavia, um ano após a participação no programa, o trabalho laboratorial continuava a ser pouco frequente e com caráter fechado. Poucas mudanças se registavam na avaliação das aprendizagens dos alunos e na promoção do trabalho de grupo. Além disso, as professoras receavam aplicar as novas estratégias de ensino a temas que não foram abordados na formação. Os resultados evidenciaram a existência de conceções tradicionais enraizadas acerca do modo de aprender dos alunos e acerca do ensino de ciências no 1.º ciclo que são consistentes com as práticas das professoras. De referir, ainda, outros fatores que impedem as professoras de colocar em prática as suas ideias, como os seus conhecimentos, os recursos, as características dos alunos e a gestão curricular.
This study examines the impact of an in-service teacher education program aiming at promoting the use of laboratory activities on teachers’ conceptions with regard to science teaching in primary school. We also investigated the type of laboratory activity that teachers do in their classrooms and the difficulties they faced throughout the professional development program. To achieve these goals we applied a methodological approach based on qualitative research with interpretive orientation. Ten teachers participated in this study from seven different schools located around the area of Santarém. Different instruments were used to collect data: naturalistic observation, in-depth interviews and written documents. The results demonstrated the occurrence of changes in conceptions about teaching and learning science in different aspects: student and learning, teacher and teaching, science teaching, and teaching context. During the program, the teachers pointed out several difficulties about planning and implementing laboratory activities. Overall, the results suggest that most of the teachers managed to overcome them. The classroom observations showed evidence that teachers were increasingly giving more autonomy to students. However, one year after the training, laboratory work continues to be infrequent and closed, there have been little changes in the assessment of student learning and the use of collaborative work, and teachers do not feel confident to apply new teaching strategies to subjects that were not covered in the program. The results showed teachers’ entrenched traditional conceptions about the way students learn and about teaching science in primary school that are consistent with their practices. Some teachers may have assimilated the new ideas without changing their fundamental views about teaching and learning science in primary education. Also noteworthy, other factors prevent teachers to put into practice their ideas, such as teachers' knowledge, resources, students and curricular management.
Descrição: Tese de doutoramento, Educação (Didática das Ciências), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/11410
Aparece nas colecções:IE - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd068537_td_Marisa_Correia.pdf2,64 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd068537_td_anexos.pdf23,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.