Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/11516
Título: Characterization of allergens from several tree nuts and their role in plant food allergy
Outros títulos: Caracterização de alergenos de frutos secos e o seu papel na alergia a alimentos vegetais
Autor: Pereira, Cátia Liliana Morais
Orientador: Catarino, Maria Manuela Beirão
Díaz Peralez, Araceli
Palavras-chave: Food allergy
Seed storage proteins
Protein microarrays
Tree nuts
LTPs
TLPs
Cross-reactivity
Teses de mestrado - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Food allergies are a common issue in western countries. In the last decade, these diseases has increased significantly, and nowadays it is estimated that affects 2-8% of the population. Within the food allergies, plant food is the most frequent in adult population and the most part of the plant food allergens belong to protein families with defense or storage functions. Among plant food allergies there is a special interest in tree nut allergy. In the course of history, nuts have been part of the diet around the world. Tree nuts have a high nutritional value and they are very important in the human diet. However, in the developed world, the allergic reactions caused by tree nuts represent one of the first causes of food allergies in children and the first in adults. Understanding the mechanism by which a harmless protein to the organism is capable of inducing an allergic response is the basis to prevent and treat this type of disease. Until now, in food allergy, the only possible treatment is avoiding the consumption of the culprit food. Although, the existence of cross-reactivity between allergens and the specific sensitization profiles of each patient, makes it difficult to know which foods are related and which ones the patient should avoid. In order to develop safe and effective immunotherapy, it is necessary to characterize the allergens involved both at molecular and immunological level. The major allergens described in tree nuts are 7S vicilins, 11S legumins, 2S albumins, lipid transfer proteins (LTPs) and thaumatin-like proteins (TLPs). In this thesis, the allergenic molecular basis of these proteins was studied in order to try to understand the possible mechanisms that are mediating sensitization and cross-reactivity and the prevalence of these proteins in a Spanish population, with the use of protein microarrays.
As alergias alimentares são um problema comum nos países ocidentais. Na última década, estas doenças têm aumentado significativamente e actualmente é estimado que afectem 2-8% da população. Nas alergias alimentares, a alergia a alimentos vegetais é a mais frequente na população adulta e a maioria dos alergenos de alimentos vegetais pertencem a famílias de proteínas com funções de defesa e armazenamento. Entre as alergias a alimentos vegetais, há um interesse especial na alergia a frutos secos. No decurso da história, os frutos secos têm feito parte da dieta em todo o mundo. Os frutos secos têm um elevado valor nutricional e são muito importantes na dieta humana. Contudo, no mundo desenvolvido, as reacções alérgicas causadas pelos frutos secos, representam uma das primeiras causas de alergia alimentar em crianças e a primeira em adultos. Conhecer o mecanismo pelo qual uma proteína inofensiva ao organismo é capaz de induzir uma resposta alérgica, é a base para prevenir e tratar este tipo de doença. Até agora, na alergia alimentar, o único tratamento possível é evitar o consumo do alimento culpado pela alergia. Todavia, a existência de reactividade-cruzada entre alergenos e os perfis especifícos de sensibilização dos patientes, torna difícil saber que alimentos estão relacionados e quais os alimentos que o paciente deve evitar. De modo a desenvolver imunoterapia segura e eficaz é necessário caracterizar os alergenos envolvidos, tanto a nível molecular como a nível imunológico. Os alergenos maioritários descritos nos frutos secos são vicilinas 7S, leguminas 11S, albuminas 2S, proteínas de transferência de lípidos (LTPs) e proteínas similares a taumatinas (TLPs). Nesta tese, a base molecular alergénica destas proteínas foi estudada de modo a perceber os possíveis mecanismos que medeiam a sensibilização e a reactividade-cruzada e a prevalência destas proteínas numa população Espanhola, com a utilização de microarrays de proteínas
Descrição: Tese de mestrado, Controlo da Qualidade e Toxicologia dos Alimentos, Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2013
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/11516
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_CatiaPereira_MCQTA_retificada.pdf1,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.