Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1176

Title: Actividade de Myotis myotis (Chiroptera) durante o Inverno: influência da abundância alimentar
Authors: Augusto, Ana Margarida Pontes da Silva
Advisor: Palmeirim, Jorge M., 1957-
Keywords: Mamíferos
Morcegos
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Abstract: In the temperate zones, bats spend most of the winter in hibernation, but they frequently interrupt it for reasons that are not always understood. One of the reasons suggested relates this winter activity with a need to feed. This way, the objective of this work was to determine if foraging was a relevant activity during winter in a Mediterranean region, characterized by mild winters. To do this, we (i) checked if bats frequently made potential foraging trips during winter, (ii) verified if the fecal pellets produced in the winter contained arthropod pieces, (iii) compared the abundance of prey during the winter with data of other seasons, and (iv) evaluated the availability of prey in different land uses and vegetation densities. This study was conducted in the south of Portugal, using a colony of Myotis myotis as a model population. Bats often made potential foraging flights throughout the winter, and they produced pellets containing prey, which confirms that they are often foraging. The quantification of the abundance of prey in the major types of the land cover, demonstrated that (a) there is significantly less prey during the winter than in autumn and spring, and that (b) grasslands and cereal fields have the greatest abundance of prey. Data from prey availability analysis showed nevertheless that bat prey capture efficiency declines with ground density cover, with grasslands among the land uses where prey is less available to bats. The results suggest that the mild winters of the study region, allow the existence of active bat prey during this period, making winter foraging to M. myotis possible, despite the fact that food is not abundant at this time of the year. As winter feeding may be important for the survival of Mediterranean bats, management around key colonies should take into consideration the winter foraging needs of bats
Em regiões temperadas, os morcegos passam a maior parte do Inverno em hibernação, mas este estado é frequentemente interrompido, por razões que ainda não estão bem compreendidas. Uma das explicações propostas para estas interrupções é a necessidade de se alimentarem. Assim, o objectivo deste trabalho foi determinar a importância da actividade de caça durante o Inverno numa região Mediterrânica, caracterizada por Invernos amenos. Neste sentido, (i) verificou-se se os morcegos revelaram actividade fora do abrigo, que possa estar associada a actividade de caça durante o Inverno; (ii) verificou-se se os excrementos produzidos durante o Inverno continham peças de artrópodes; (iii) comparou-se a abundância de presas durante o Inverno com dados de outras estações do ano; e (iv) avaliou-se a disponibilidade de presas em diferentes usos do solo e densidades de vegetação. O estudo foi conduzido no sul de Portugal, tendo como população modelo, uma colónia de Myotis myotis. Os morcegos saíram frequentemente dos abrigos durante os meses de Inverno, e nestes meses houve produção de excrementos contendo peças de artrópodes, confirmando que se alimentam frequentemente durante este período. A quantificação da abundância de presas, nos usos de solo predominantes da área amostrada, demonstrou: (a) a existência de menor abundância de presas durante o Inverno, que no Outono e na Primavera, e que (b) as pastagens, forragens e cereais são os tipos de uso do solo que apresentam maior abundância de presas potenciais para M. myotis. A avaliação da disponibilidade das presas revelou, no entanto, que é nestes usos do solo, com coberto mais denso ao nível do estrato herbáceo, que M. myotis revela menor sucesso de captura. Os resultados sugerem que os Invernos amenos da região de estudo, possibilitam a existência de presas activas durante este período, permitindo a alimentação de M. myotis, embora o alimento não seja abundante nesta época do ano. Assim, como a alimentação de Inverno pode ser essencial para a sobrevivência dos morcegos Mediterrânicos, deve ter-se em conta esta necessidade, aquando da gestão das áreas envolventes aos principais abrigos
Description: Tese de mestrado em Biologia (Biologia da Conservação), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Ciências, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000561056
http://hdl.handle.net/10451/1176
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17203_Tese_Ana_Margarida_Augusto.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE