Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/11972
Título: Configurações músico-literárias na obra de Paul Bowles : música, violência e política
Autor: Duarte, Anabela Fernandes
Orientador: Alves, Maria Teresa Ferreira de Almeida, 1938-
Carvalho, Mário Vieira de, 1943-
Palavras-chave: Bowles, Paul, 1910-1999 - Crítica e interpretação
Literatura americana - séc.20 - História e crítica
Música - Estados Unidos - séc.20 - História e crítica
Música e literatura - Estados Unidos - séc.20
Data de Defesa: 2014
Resumo: A presente tese analisa o trabalho literário e musical de Paul Bowles, dando especial ênfase à complementaridade dessa relação inter-disciplinar, tendo em conta o contexto cultural e musical subjacente à condição de exílio do autor norte-americano em Marrocos e à projecção dessa condição na sua identidade. Examina numa primeira fase, a produção artística do autor, em sua dupla filiação, à luz da corrente modernista e em diálogo com as convulsões culturais e filosóficas euro-americanas, bem como a contribuição da neurociência e da fisiologia do som para o estudo da linguagem e da música. Destaca-se sobretudo, a renovada energia outorgada às artes nos anos 30 e 40, resultante das novas directrizes culturais ao tempo da presidência Roosevelt e do New Deal, tornando-se necessário, dessa forma, perspectivar a obra de Paul Bowles em função das circunstâncias politico-culturais do seu tempo. Procura-se pois, auscultar os sons e a pulsação da cidade de Nova Iorque, em contraponto com o espaço acústico transnacional e alternativo, vindo sobretudo de regiões remotas e originais, entre as quais a marroquina, tais como novas direcções e cruzamentos músico-literários que se reflectem na obra maior do autor e caracterizam a sua ex-cêntrica modernidade. Ao longo do trabalho, a componente contextual ganhará novas formas, particularmente radicais nos últimos romances do autor - The Spider‟s House e Up Above the World - , sob o signo da Música, Violência e Política, permitindo explorar um conjunto de pensamentos originais que, pela sua actualidade, projectam o autor para o centro do debate inter-cultural e músico-literário da sociedade contemporânea. Além disso, ao rejeitar-se a concepção da música como forma exclusiva de entretenimento e/ou de arte, privilegia-se a investigação sobre o fenómeno musical enquanto espaço de agressão, relacionando-o com a guerra, violência e tortura.
This thesis examines the literary and musical work of Paul Bowles, with particular emphasis on the inter-disciplinary relationship and complementarity of the musico-literary field, taking into account the cultural and socio-political context underlying the situation of the American author‘s exile in Morocco and the influence of such a situation in his identity. Initially, the essay examines the author‘s double affiliation to the American modernism and the dialogue with the cultural and philosophical Euro-American shifts of sensibility, as well as the input of the neuroscience and the physiology of sound in the study of language and music. The essay underscores above all the renewed energy pervading the arts in the 30s and 40s, resulting from the new cultural guidelines of the Roosevelt Administration and the New Deal, becoming imperious to frame Paul Bowles achievement as a result of the political and cultural circumstances and times. It was fundamental to listen to the sounds and the pulse of the city of New York, in contrast with the transnational and alternative acoustic space, especially coming from remote and discrete regions, among them the Moroccan, reaching it for new directions and unusual musico-literary crossovers that exert influence on the author‘s major oeuvre and characterizes his ex-centric modernity. Throughout the thesis, context becomes a major force across Bowle‘s work, radically shaping it in the late novels - The Spider's House and Up Above the World. By exploring the impact of Music, Violence and Politics in those fictions, Bowles is actually drawn to the heart of the inter-cultural and musico-literary debate in contemporary society. Moreover, by not taking for granted music as an exclusive form of entertainment and/or art, the focus is shifted to the musical phenomenon as a space of aggression, relating it with war, violence and torture.
Descrição: Tese de doutoramento, Estudos de Literatura e de Cultura (Estudos Americanos), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/11972
Aparece nas colecções:FL - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd068772_td_Anabela_Duarte.pdf6,09 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.