Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1202

Title: Produtividade primária da zona costeira adjacente aos estuários do Tejo e Sado
Authors: Franco, Vanda Patrícia do Corro
Advisor: Cabeçadas, Maria da Graça Reis
Brotas, Vanda
Keywords: Algas
Eutrofização
Estuário do Tejo - Portugal
Estuário do Sado Portugal
Teses de mestrado
Issue Date: 2007
Abstract: A zona costeira adjacente aos estuários do Tejo (ZCA Tejo) e Sado (ZCA Sado) foi objecto de um estudo que incidiu na avaliação da produtividade primária (PP) (método do C14) e sua variabilidade espacial e sazonal, assim como na investigação dos factores ambientais que a influenciam. Foram utilizados dados de dois dos transectos (um na ZCA Tejo e outro na ZCA Sado) amostrados durante um cruzeiro conduzido em Maio de 2006, e dados relativos a amostragens mensais numa estação localizada na pluma do estuário do Tejo, durante um ciclo anual (Março 2007 Abril 207). O comportamento de diversos parâmetros físicos e químicos (Temperatura, Salinidade, Irradiância, Matéria particulada em suspensão, Carbono orgânico particulado, Nutrientes dissolvidos e Oxigénio dissolvido) foram analisados, incluindo a PP e os pigmentos (clorofila a (Cla-a) e feopigmentos (Feop.)). As áreas adjacentes aos dois estuários apresentaram diferenças em termos ambientais. Na ZCA Tejo os valores de PP, Cla-a e abundância de fitoplâncton foram mais elevados (1,1 57,6 mgC/m3/h, 0,1 4,0 mg/m3 e 37,2 458,3 cél/ml, respectivamente) do que na ZCA Sado (0,6 24,7 mgC/m3/h, 0,1 3,3 mg/m3 e 13,1 349,9 cél/ml). As determinações mais elevadas de PP e Cla-a foram medidas na região mais afastada da costa em ambos os transectos. Contudo, em termos de PP integrada a ZCA Sado revelou-se mais produtiva (11 189 mgC/m2/h) do que a do Tejo (31 113 mgC/m2/h), dada a maior profundidade da zona eufótica. Durante o estudo sazonal a PP variou entre 0,2 e 63,3 mgC/m3/h à superfície e entre 0,5 e 94,3 mgC/m3/h ao nível do máximo de Cla-a, correspondendo os valores mais elevados ao período da primavera. Verificou-se que os valores máximos de PP nem sempre coincidiram com os teores mais elevados de Cla-a. Foram discutidos factores eventualmente responsáveis pela limitação do desenvolvimento da produtividade fitoplanctónica em certas regiões da área de
Spatial and seasonal variability of phytoplankton productivity (measured by C14 method) and the factors influencing primary productivity (PP) were studied using data obtained from 1) sampling undertaken in two transects (8 stations at standards depths, down to 50m) at Portuguese coastal waters adjacent to Tagus and Sado estuaries, during a cruise carried out in May 2006 and 2) sampling obtained monthly at one fixed station located in the Tagus plume (at surface and at depth of maximum chlorophyll-a) during an annual cycle (March 2006 April 2007). The variation of several parameters was examined, including surface and integrated PP, chlorophyll-a (Cla-a) and phytoplankton. Differences were detected between Tagus and Sado coastal adjacent waters. The average values of PP, Cla-a and phytoplankton abundance were higher for Tagus coastal waters region, values ranging from 1.1 to 57.6 mgC/m3/h, 0.1 to 4.0 mg/m3 and 37.2 to 458.3 cél/ml, respectively, and for Sado coastal waters region values ranged from 0.6 to 24.7 mgC/m3/h, 0.1 to 3.3 mg/m3 and 13.1 to 349.9 cél/ml. The highest values of PP and Cla-a were detected at offshore region for both study areas, although, the highest photosynthetic productivity integrated throughout the euphotic zone was estimated for Sado coastal waters (10.8 188.8 mgC/m2/h). During the seasonal study period, PP values lied in the range 0.2 63.3 mgC/m3/h at surface and 0.5 94.3 mgC/m3/h at depth of maximum Cla-a. The highest values were measured in both spring periods. Not always seasonal variability of PP followed the profiles of Cla-a, being often the photosynthesis process inhibited by the particulate suspended matter present.
Description: Tese de mestrado em Biologia e Gestão de Recursos Marinhos, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências
URI: http://hdl.handle.net/10451/1202
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17915_ULFC086689_TM.pdf5.01 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE