Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/12043
Título: Internacionalização da investigação e do ensino em Psicologia e Educação: demandas Portugal-Brasil.
Autor: Veiga, Feliciano
Palavras-chave: Educação
Ensino Superior
Estudantes Estrangeiros
Psicologia
Data: 2014
Citação: Veiga, F. H. (2014). Internacionalização da investigação e do ensino em Psicologia e Educação: demandas Portugal-Brasil. Estudos de Psicologia, 31(2), 149-158.
Resumo: A problemática da internacionalização da investigação e do ensino tem surgido como importante e atual em várias áreas e diferentes modelos teóricos; destaca-se, no entanto, a escassez de investigações e a necessidade de aprofundamento das existentes. O objetivo geral desta conferência foi considerar especificidades da internacionalização da investigação e do ensino em Psicologia e Educação, centradas, sobretudo, na relação Brasil-Portugal. Falar da dimensão transnacional da investigação e do ensino implicou considerar variáveis como educação e valores, humanização, democratização, fragilidades, investimentos, espaços de conhecimento, visibilidade, avaliação, projetos e acordos bilaterais. O problema de pesquisa foi o seguinte: Como se processam as relações entre essas variáveis a fim de que sejam atendidas as múltiplas interações que as condicionam e de que sejam levantados desafios globais e buscas de interação Brasil-Portugal? O conceito de internacionalização da educação superior surge com uma diversidade de termos relacionados e várias fases de desenvolvimento. A internacionalização foi conceitualizada como trocas internacionais relacionadas com a educação, e a globalização foi entendida como uma fase avançada do processo de internacionalização. Constatou-se a falta de estudos empíricos, embora se encontrem perspectivas conceituais que deixam antever hipóteses de respostas aos problemas de afirmação da Psicologia e da Educação, nos desafios derivados da internacionalização da investigação e do ensino em geral, e no espaço de conhecimento luso-americano. Pôde constatar-se que, ao longo da história, o maior erro da educação e da ciência foi “dar ajuda ao mais potente” na guerra e na fome. Conclui-se que urge humanizar a ciência e, internacionalizando-a, levá-la aos cidadãos, qualquer que seja o país onde se encontrem. Implicações sociopolíticas são referenciadas, bem como sugestões de intervenção, rumo a uma educação para todos.
The issue of internationalization of research and teaching has arisen of teaching and research internationalization as important and current in different domains and theoretical models, despite the lack of studies and the necessity of deepening the existing ones. The main purpose of this conference was to consider some specificities of teaching and research internalization in psychology and education, teaching and research focusing on the relationship between Portugal and Brazil. To address the transactional dimension of teaching and research implied considering variables such as education and values, humanization, democratization, fragilities, investments, knowledge environments, visibility, assessment, projects and bilateral agreements. The problem considered was: how do relationships between these variables occur, considering the multiple interactions that constrain them, the global challenges, and the search for Portugal-Brazil interactions? The concept of higher education internationalization has emerged encompassing a diversity of related notions and several development phases. Internationalization was conceptualized as international exchanges related to education, while globalization was understood as an advanced phase of the internationalization process. The lack of empirical studies was observed, although some conceptual perspectives suggest hypothesis to address psychology and education affirmation difficulties, when responding to the challenges posed by teaching and research internationalization, both in general and in the Luso-American knowledge sphere. It can be seen that, throughout history, the greatest mistake in education and science was "giving help to the most powerful", in war and in starvation. We conclude by mentioning the urgency to humanize science, internationalizing and presenting it to the citizens, whatever their country. Sociopolitical implications are mentioned, and intervention suggestions are made, directed towards an education for all.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/12043
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0103-166X2014000200001
Versão do Editor: http://dx.doi.org/10.1590/0103-166X2014000200001
Aparece nas colecções:IE - GIPE - Artigos em Revistas Internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Internacionalizacao_ensino_pesquisa_PE_Brasil_portugal.pdf195,14 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.