Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/12095
Título: Comoção : os ritmos afectivos do acontecimento teatral
Autor: Pais, Ana Cristina Nunes, 1974-
Orientador: Brilhante, Maria João, 1956-
Palavras-chave: Teatro - Públicos - Aspectos psicológicos
Estética da recepção
Semiótica e teatro
Teses de doutoramento - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Esta dissertação toma por objecto a relação entre cena e público no acontecimento teatral, investigando o modo como ela se estabelece e processa nas suas dimensões social e afectiva bem como formas de a nomear. Recorrendo a ferramentas do campo teórico emergente da Teoria dos Afectos, designadamente, os modelos de circulação de afectos no espaço público de Teresa Brennan e Sara Ahmed, propomo-nos pensar a dinâmica desta relação do ponto de vista da performatividade dos afectos, reavaliando o estatuto passivo do público no teatro. Defendemos que esta performatividade tem implicações na constituição estética do acontecimento teatral na medida em que não só o espectáculo gera afectos nos espectadores mas também o público, participando reciprocamente naquela relação, afecta a qualidade sensível da obra. Na primeira parte, contextualizamos esta investigação no campo dos Estudos de Teatro e dos Estudos de Performance, procedendo a um recenseamento bibliográfico que mostra como este tópico não tem sido suficientemente abordado academicamente (Capítulo 1). Contextualizamos ainda o nosso tópico de análise relativamente à evolução do espaço cénico e do trabalho de actor no teatro ocidental tal como ao estatuto do público correspondente, desde a Antiguidade Clássica até ao teatro pós-dramático (Capítulo 2). Nesta análise defendemos que o gradual fechamento do espaço cénico e consequente isolamento do auditório está directamente relacionado com a perda de validade de concepções culturais de transmissão de afectos. Na segunda parte, começamos por oferecer um glossário de conceitos operativos, teorizados a partir das palavras e expressões utilizadas por actores, bailarinos e performers, com quem conversámos, para descrever a relação cenapúblico. Propomos o conceito de comoção como movimento conjunto de afectos para nomear a reciprocidade dessa relação e o conceito de ressonância afectiva como modo de atenção e tensão para delinear a função de intensificação e ampliação de afectos do público (Capítulo 3). Munidos destas ferramentas teóricas, examinamos as políticas de afectos de três espectáculos contemporâneos, mais exactamente, analisamos as estratégias estéticas a que recorrem para convidar o público a participar num particular movimento de comoção com a cena – Até que um dia Deus foi destruído pelo extremo exercício da beleza (AQD), de Vera Mantero, God Squad’s Kitchen – you never had it so good, pela companhia Gob Squad, e Sleep no More, pela companhia Punchdrunk (Capítulo 4).
The topic of this dissertation is the social and affective realms of audiencestage engagement. By reassessing the passive status of the spectator in western theatre through the lens of affect, namely, the public affect models of circulation by Teresa Brennan and Sara Ahmed, it examines the way through which such engagement is brought forth and shaped at each performance as well it investigates ways of addressing that relationship. This thesis argues that affect is performative not only because the performance generates affect in the audience but also because the audience, participating in a dynamic and reciprocal engagement, affects the sensitive quality of the work. First section provides a literature review in the fields of Theatre and Performance Studies, showing how the topic of audience engagement hasn’t been sufficiently addressed in academic research (Chapter 1). Furthermore, it contextualizes this engagement in what regards the evolution of stage design and the work of the actor in western theatre, from Ancient Greece to Post-dramatic theatre, which implicates a changing concept of spectator (Chapter 2). This analysis sustains that the gradual enclosure of scenic space and the consequent isolation of the auditorium is directly related to the decay of cultural conceptions of the transmission of affect. Second section offers a glossary drawn upon words and expressions used by actors, dancers and performers with whom we’ve discussed how they characterize audience engagement. We propose the concept of commotion a joint movement of affect to define the reciprocity of that relationship and the concept of affective resonance as a mode of attention and tension to delineate the function of the audience as an amplifier and intensifier of affect (Chapter 3). Provided with this conceptual tools, we examine the politics of affect of three contemporary performances, specifically, the aesthetic strategies they employ to invite the audience to participate in a particular movement of commotion – Até que um dia Deus foi destruído pelo extremo exercício da beleza (AQD), by Vera Mantero, God Squad’s Kitchen – you never had it so good, by Gob Squad, e Sleep no More, by Punchdrunk (Chapter 4).
Descrição: Tese de doutoramento, Estudos Artísticos (Estudos de Teatro), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/12095
Designação: Doutoramento em Estudos Artísticos
Aparece nas colecções:FL - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd068940_td_tese.pdfTese1,87 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd068940_td_anexo_1.pdfAnexo 12,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.