Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/12195
Título: A escultura barroca em terracota de Santarém
Autor: Batata, Maria Helena Henriques
Orientador: Moura, Carlos
Palavras-chave: Escultura em terracota - Santarém (Portugal) - séc.17-19 - Inventários
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Em consequência da detecção de um importante espólio em terracota barroco, na vila barroca de Santarém, decidiu fazer-se o seu inventário, dado que este importante acervo pouco está referenciado e quase nada estudado. Após uma delineação do contexto histórico e artístico do País e da vila, para que haja um melhor entendimento do fenómeno, as imagens foram analisadas de acordo com as técnicas utilizadas, a filiação autoral, a cronologia e a proveniência. São apresentadas, no final, as quinze fichas resultantes do processo de inventário. Através deste olhar plural sobre as peças chegou-se às conclusões possíveis, observando-se, mais uma vez, a importância que o pólo urbano em causa sempre teve no panorama da história de arte nacional. Destaca-se, para a produção em terracota, o papel da Companhia de Jesus e dos Frades Trinos, no âmbito das instituições e nomes como Frei Afonso da Piedade, Frei Francisco da Piedade, Frei Manuel Teixeira e Frei Inácio da Piedade e Vasconcellos, no papel dos indivíduos que notabilizaram esta forma de arte em Santarém. Vasconcellos foi, em Portugal, o único tratadista da época a debruçar-se sobre as técnicas de fabrico de escultura agigantada em terracota (1733). É referido também o trabalho de João da Cunha, pintor, que é responsável pela policromia da imagem de Nossa Senhora da Piedade, localizada na Ermida com o mesmo nome. Embora o tema da escultura em terracota já tenha sido abordado e desenvolvido por autores como Diogo de Macedo e, mais recentemente, Carlos Moura, pretende-se com este trabalho abrir caminho para mais investigação, sobretudo relativa ao caso de Santarém.
Abstract: As a consequence of the detection of an important baroque terracotta sculpture asset in Santarém, it was decided that an inventory should be done, since this collection is little known and it has barely been studied. After tracing the historical and artistic context of Portugal and Santarém, so that one can better understand the phenomenon, the sculptures were analysed according to the techniques used, their authors, their chronology and their provenance. As a final chapter, the fifteen charts that resulted from this inventory are presented. Through this plural overview of the collection all the possible conclusions were made and it became visible, once again, the importance of Santarém within Portugal’s Art History. It excels the role of the Jesuits and Trinitarians, within all the institutions evolved, and Frei Afonso da Piedade, Frei Francisco da Piedade, Frei Manuel Teixeira e Frei Inácio da Piedade e Vasconcellos as the artists that made this form of art remarkable in the city. Vasconcellos was, in Portugal, the only treatise that wrote about the techniques associated with terracotta sculptures production. The work of João da Cunha, painter, is also mentioned, since he is responsible for decorating the image of Nossa Senhora da Piedade, located in the hermitage with the same name. Although this subject has already been explored by authors has Diogo de Macedo and, more recently, Carlos Moura, it’s our aim that a new road for investigating the terracotta sculptures production in Santarém is created.
Descrição: Tese de mestrado, Arte, Património e Teoria do Restauro, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/12195
Designação: Mestrado em Arte, Património e Teoria do Restauro
Aparece nas colecções:FL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfl148030_tm.pdf2,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.