Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1243

Título: Caracterização de materiais e de técnicas de policromia da escultura portuguesa sobre madeira de produção erudita e de produção popular da Época Barroca
Autor: Barata, Carolina Sofia Sarrazola
Orientador: Cruz, António João
Araújo, Maria Eduarda Machado de
Palavras-chave: Química
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: É muito reduzida a informação disponível sobre os materiais e as técnicas usados na escultura policromada portuguesa da época barroca. Além disso, os poucos estudos que foram realizados e que incluem informação laboratorial incidem apenas sobre peças isoladas ou pequenos conjuntos, não permitindo, por isso, a caracterização de oficinas, a definição de características regionais e respectivos processos evolutivos, ou a compreensão da relação entre as obras e o contexto social, económico e cultural em que surgem as encomendas. Este trabalho teve por objectivo identificar os materiais e caracterizar as técnicas usadas na policromia de um conjunto de esculturas e, de uma forma mais geral, contribuir para o conhecimento da escultura policromada portuguesa sobre madeira na época barroca. Mais especificamente, analisaram-se dois conjuntos de esculturas, sendo um deles de produção erudita e o outro de produção popular, de modo a averiguar em que medida pode ser relacionado o nível de qualidade técnica no entalhe do suporte com os materiais e as técnicas aplicadas no revestimento policromo. Todas as obras são provenientes da mesma região (norte de Portugal) e foram produzidas no período compreendido entre o último quartel do século XVII e a primeira metade do século XVIII (período em que se enquadra o estilo barroco português). Foram identificados os pigmentos e as cargas e caracterizadas as técnicas usadas, nomeadamente nas zonas de carnação, cabelos e panejamentos. Como métodos de análise recorreu-se a microscopia óptica de reflexão com e sem luz polarizada (PLM e OM) para a caracterização da estratigrafia e identificação de materiais de cortes estratigráficos recolhidos de cada escultura, a espectrometria de fluorescência de raios X dispersiva de energias (EDXRF), microscopia electrónica de varrimento com espectrómetro de raios X dispersivo de energia (SEM-EDS) e testes microquímicos para a identificação de pigmentos e cargas. Para a identificação de cargas e caracterização genérica de aglutinantes foi ainda usada a espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR). A maioria dos materiais identificados é comum na época e encontra-se em ambos os conjuntos: gesso, cré, caulino, folha de ouro, bolo-arménio, branco de chumbo, minio, ocre castanho, ocre vermelho, umbra, vermelhão, verdete ou resinato de cobre, azurite, azul da Prússia, negro de carbono e lacas vermelhas não identificadas. Nas oito esculturas estudadas tanto podemos encontrar colas proteicas como óleos secativos como aglutinantes. Numa escultura erudita e noutra popular detectou-se azul da Prússia, um pigmento que passou a ser usado apenas na primeira metade do século XVIII. Em duas das esculturas populares foram identificados dois pigmentos raros de arsénio: realgar e auripigmento. Não se verificou um grande número de diferenças significativas que permitam estabelecer uma relação entre os materiais e as técnicas usadas no revestimento policromo e o nível de qualidade artística no entalhe do suporte das obras estudadas. Verificou-se ainda que as recomendações dos tratados da época nem sempre foram seguidas quanto às técnicas de aplicação de alguns materiais, constituindo a preparação a camada em que se detectou um maior número de variantes.
There is very little information available about the materials and techniques used in Portuguese polychrome wooden sculpture during the Baroque. Apart from that, the few published studies that include laboratorial analysis tend to focus upon single pieces or upon small groups, something which does not allow the identification of specific regional or workshops' traits, their developing processes, or an understanding of the relation between the works and their social, economic and cultural context. The aim of this research is the identification of the materials and the characterization of the techniques used in the polychrome layers of a group of sculptures. In a more generic perspective, we wish to contribute to the knowledge of the polychrome wooden sculpture in Portugal during the Baroque. More specifically, two groups of sculptures were analysed, the first with erudite features and the second with popular ones, in order to verify if there is a relation between the quality of the carving process of the wooden support and the materials used in the polychrome layers. All the works were produced in the same region (Northern Portugal) during the last quarter of the 17th century and the first half of the 18th century (the period that corresponds to the Portuguese Baroque). Pigments and fillers were identified and the techniques employed were characterized namely for flesh, hair and drapery areas. Cross sections were analysed, by means of optical microscopy (OM) and polarized light microscopy (PLM), for the characterization of the paint layers; energy dispersive X-ray spectrometry (EDXRF), scanning electron microscopy equipped with an energy dispersive X-ray spectrometer (SEM-EDS), and microchemical tests were used for the identification of pigments and fillers. For the generic identification of fillers and media, Fourier transform infrared spectroscopy (FTIR) was also employed. Most of the identified materials were common during the period in which the sculptures were made and are present in both erudite and popular pieces: gypsum, chalk, kaolin, gold leaf, bole, lead white, minium, brown ochre, red ochre, umber, vermilion, verdigris or copper resinate, azurite, Prussian blue, carbon black and non-identified red lakes. In what concerns the media used, both protein glues and drying oils can be identified in all the sculptures. In two sculptures, one of them with erudite features and the other with popular ones, Prussian blue was detected, a pigment that was only used since the second half of the 18th century. In two of the popular pieces, two rare arsenium based pigments, realgar and orpigment, were identified. Not enough significant differences between the two group of sculptures were identified that could allow us to establish a relation between the materials and techniques used for the polychrome layers and the artistic quality of the carving process of the wooden supports. We have also verified that the recommendations of contemporary treatises were not always followed in what concerns the techniques which were used. The ground layer is the one that presents the largest number of variations.
Descrição: Tese de mestrado em Química Aplicada ao Património Cultural, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000559120
http://hdl.handle.net/10451/1243
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18975_ULFC086638_TM.pdf19,01 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE