Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1251

Title: Concepções e práticas lectivas dos professores de matemática do 2º ciclo em relação à calculadora: contributos da formação para a reflexão
Authors: Mercê, Célia Cristina Fidalgo
Advisor: Ponte, João Pedro da
Keywords: Educação
Didáctica da matemática
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Abstract: O presente estudo propõe-se a ampliar o conhecimento sobre o modo como os professores do 2.º ciclo do ensino básico integram as calculadoras nas suas práticas de ensino e também saber de que forma é que a formação contínua pode ajudá-los a reflectir sobre as suas concepções e práticas neste campo. O estudo enquadra-se no Programa de Formação Contínua em Matemática para Professores do 2.º ciclo, constituindo uma experiência de formação. A metodologia é de natureza qualitativa e interpretativa e envolve três estudos de caso com recolha de dados por observação participante nas sessões de formação conjuntas e nas sessões de supervisão e em entrevistas. A análise dos dados indica que uma das professoras é muito favorável ao uso da calculadora na sala de aula, embora sublinhe que esse uso deve ser criterioso, e tem um aprática concordante com as suas concepções. Outra professora mostra-se também favorável ao uso da calculadora na aula, mas não o tem feito nos últimos anos, desde que está na sua escola actual. Finalmente, a terceira professora põe grandes reservas em relação ao uso deste instrumento e só o usa na fase final do 6.º ano, quando prepara os seus alunos para as provas de aferição. Os resultados mostram que existe uma forte relação entre a perspectiva do ensino da Matemática e a forma como a calculadora é usada pelas professoras estudadas. As sessões de formação, baseadas na partilha e discussão contribuíram para que as professores reflectissem sobre as suas práticas e as questionassem. No entanto verifica-se que a formação, só por si, parece não provocar grandes alterações nas práticas lectivas nem nas concepções profundas sobre a utilização da calculadora, apesar de se constatar o surgimento de algumas dúvidas na professora que se mostra mais adversa ao seu uso. A avaliar pela experiência de duas das professoras envolvidas no estudo, nota-se a falta de uma dinâmica colaborativa na respectivas escolas. Por isso, a formação de professores deve apostar no reforço deste aspecto.
This study aimed at expanding the knowledge of how elementary school teachers (teaching grades 5 and 6) integrate calculators in their professional practice and also know how teacher education may help them reflect on their conceptions and practices in this field. The study is in line with continuing education programs for of mathematics teachers at elementary school, providing a teacher education experience. The methodology is qualitative and interpretive and involves three case studies with data collection by participant observation in joint teacher education sessions and supervision sessions and in interviews. Data analysis indicates that one of the teachers is very favourable to use the calculator in the classroom, while stressing that such use should be made with caution, and has a practice consistent with their conceptions. Another teacher was favourable to use the calculator in the classroom too, but has not used it in recent years, since she is in her current school. Finally, the third teacher puts great reservations about the use of this instrument and only the uses it the final stages of grade 6, when preparing their students for the national tests. The results show that there is a strong relationship between the perspectives of teaching of mathematics and how the calculator is used by the teachers studied. The teacher education sessions, based on sharing and discussing contributed to teachers to reflect and question their practices. However, it appears that teacher education by itself does not cause major changes in teaching practices or in deep ideas on using the calculator, although some doubts seemed to emerge in the teacher that is more adverse to its use. Judging by the experience of two teachers involved in the study, there is a lack of a collaborative dynamic in their schools. Therefore, teacher education should focus on strengthening this aspect.
Description: Tese de mestrado em Educação (Didáctica da matemática), apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000561751
http://hdl.handle.net/10451/1251
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
19022_ULFC091291_TM_Tese.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE