Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1288

Título: Medição da inteligência emocional e sua relação com o sucesso escolar
Autor: Ângelo, Inês Salgueiro
Orientador: Azevedo, Mário da Costa
Palavras-chave: Educação
Formação pessoal e social
Teses de mestrado
Issue Date: 2007
Resumo: O crescente interesse pela inteligência emocional tem motivado, desde os anos 90, um pouco por todo o mundo, o desenvolvimento de numerosos trabalhos sobre o tema. Com o presente trabalho pretendeu-se contribuir para o estudo da medição da inteligência emocional e da sua relação com o sucesso escolar, nomeadamente quando retirados os efeitos da inteligência e da personalidade. Assumiu-se para a inteligência o modelo complexo, para a inteligência emocional o modelo misto e para a personalidade o modelo dos cinco factores. Uma das componentes da inteligência, o reconhecimento verbal, foi medido com um teste de vocabulário, a inteligência emocional através de uma escala de auto-avaliação, o BarOn EQ-i, e, no que diz respeito à personalidade, foram considerados apenas dois factores, o Neuroticismo e a Abertura, tendo-se recorrido ao NEO PI-R (Forma S). O sucesso escolar foi avaliado a partir das classificações obtidas no ano lectivo anterior nas disciplinas de Matemática e de Português bem como através do autoposicionamento académico. A amostra foi constituída por 218 participantes (133 raparigas e 85 rapazes) do 11º e 12º anos de seis escolas portuguesas. Enquanto a hipótese de existência de uma correlação positiva estatisticamente significativa entre a inteligência emocional e as classificações escolares foi excluída, a que se referia à relação entre a inteligência emocional e o autoposicionamento académico foi confirmada. Os resultados não mostraram diferenças significativas na inteligência emocional entre os géneros, excepto quando consideradas as escalas do BarOn EQ-i em vez da sua pontuação global, e não apoiaram a hipótese referente à associação entre a escolaridade dos pais e a inteligência emocional. No final deste trabalho foram apontadas as suas limitações e indicadas as questões levantadas no seu desenvolvimento. Foram ainda acrescentadas propostas para investigações próximas e aplicações na educação.
The growing interest upon emotional intelligence since the 90s has contributed to the worldwide appearance of numerous studies on this theme. The present work aimed at contributing to the study of the measurement of emotional intelligence and its relation with academic achievement, namely when the effects of intelligence and personality are excluded. The complex system model was assumed for intelligence, the mixed model was assumed for emotional intelligence and the five-factor model was assumed for personality. One of the components of intelligence, verbal recognition, was measured with a vocabulary test; emotional intelligence was measured with a self-report measure, the BarOn EQ-i; and, in what concerns personality, only two factors were considered, Neuroticism and Openness, with NEO PI-R (Form S) being employed. The academic achievement was assessed from the marks obtained during the previous school year in the disciplines of Mathematics and Portuguese, as well as through the academic selfpositioning. The sample consisted of 218 participants (133 girls and 85 boys) from the 11th and 12th years of six Portuguese schools. Whilst the hypothesis of the existence of a statistically significant positive correlation between emotional intelligence and the school marks was excluded, the hypothesis concerning the relationship between emotional intelligence and the academic self-positioning was confirmed. Results did not show significant differences in emotional intelligence between genders, except when the BarOn EQ-i scales were considered instead of their global score, and did not support the hypothesis of an association between parent's level of education and emotional intelligence. Finally, the limitations of the current study and the questions raised during its development were discussed. The proposed future investigation and the application of this study to education were also discussed in the final section of this work.
Descrição: Tese de mestrado em Educação (Formação Pessoal e Social), apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000562507
http://hdl.handle.net/10451/1288
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
19243_ulfcC091279_tm_tesefinal.pdf686,22 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE