Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1330

Título: Influência de polimorfismos em genes de reparação do DNA na frequência de anomalias cromossómicas radioinduzidas
Autor: Gil, Fátima do Rosário Nunes
Orientador: Duarte, Júlio António Bargão
Silva, Maria João
Palavras-chave: Biologia molecular
Aberrações cromossómicas
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: Os polimorfismos em genes que codificam proteínas envolvidas na reparação do DNA têm sido considerados como potencialmente modificadores do risco de cancro, particularmente em indivíduos expostos a agentes genotóxicos, tal como a radiação ionizante. Num estudo anterior, avaliou-se o nível de alterações citogenéticas e a competência de reparação das lesões no DNA, num grupo de residentes na vizinhança de minas de urânio e seus resíduos, comparativamente a dois grupos não expostos. As frequências de aberrações cromossómicas (ACs) estáveis e instáveis, quer espontâneas quer radioinduzidas in vitro em linfócitos, foram determinadas por hibridação in situ fluorescente. O presente estudo visou investigar a influência dos polimorfismos em genes de reparação do DNA envolvidos na reparação de danos radioinduzidos - hOGG1, XRCC1, XPD, XRCC3, RAD51 e NBS1 - nas frequências de ACs nos grupos referidos. A genotipagem foi efectuada pelo método de PCR-RFLP. Os resultados mostraram que não existe uma associação estatisticamente significativa entre qualquer dos polimorfismos genéticos estudados e a frequência espontânea de ACs, excepto para o alelo variante 751Gln de XPD. Contudo, detectaram-se algumas associações estatisticamente significativas entre determinados genótipos e a frequência de ACs radioinduzidas. Assim, verificou-se que tanto o alelo variante 194Trp de XRCC1 como o alelo 751Gln de XPD estão associados a uma redução significativa de ACs radioinduzidas. Ao invés, os alelos variantes 280His de XRCC1 e 135C de RAD51 estão, em geral, associados a um aumento significativo de ACs. Em conclusão, os resultados obtidos vêm confirmar a hipótese de que polimorfismos em genes de reparação do DNA afectam os níveis de aberrações cromossómicas radioinduzidas tendo, possivelmente, um efeito modulador do risco individual para o desenvolvimento de cancro
Polymorphisms in DNA repair genes coding DNA repair proteins have been considered as potential modifiers of cancer risk, particularly in individuals exposed to genotoxic agents, such as ionizing radiation. In a previous study the level of cytogenetic damage and the DNA repair competence were evaluated in a group of individuals living in the vicinity of uranium mines and its residues (GE), in comparison with two non-exposed groups (GNE and GR). Data on the frequencies of spontaneous and gamma-rays induced stable and unstable chromosome aberrations (CA) in vitro in lymphocytes, were determined by fluorescent in situ hybridization. The aim of the present study was to investigate the influence of polymorphisms in DNA repair genes involved in the repair of ionizing radiation-induced DNA damage - hOGG1, XRCC1, XPD, XRCC3, RAD51 and NBS1 - on the frequencies of CA in referred groups. Genotyping was performed by PCR-RFLP method. We found is no statistically significant association between any genetics polymorphisms and the frequencies of spontaneous CA, except for XPD 751Gln variant allele. However, some statistically significant associations were observed between certain genotypes and the frequency of radiation-induced CA. In fact, it was observed that both XRCC1 194His and XPD 751Gln variant alleles are associated with a significant reduction of radio-induced CA. In contrast, XRCC1 280His and RAD51 135C variant alleles are, in general, associated with an significant increase of CA. In conclusion, our results support the hypothesis that polymorphisms in DNA repair genes affect radiation-induced chromosome aberration levels and possibly modulate individual cancer risk
Descrição: Tese de mestrado, Biologia (Biologia Molecular e Genética), 2008, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000564470
http://hdl.handle.net/10451/1330
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
19816_ulfc080511_tm.pdf2,08 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE