Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1360

Title: Tuberculose multirresistente em Lisboa
Authors: Perdigão, João Ruben Lucas
Advisor: Jordão, Maria Isabel Nobre Franco de Portugal Dias
Zilhão, Rita Maria Pulido Garcia
Keywords: Epidemiologia molecular
Tuberculose multirresistente
Resistência aos antibióticos
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Abstract: Portugal apresenta a quarta maior taxa de incidência de tuberculose da União Europeia, 31 casos por cada 100 000 habitantes em 2005. A Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, composta pelos distritos de Lisboa, Santarém e Setúbal, apresenta-se como uma das regiões com maior incidência do país. O distrito de Lisboa em particular apresenta uma taxa de 38,6 casos por cada 100 000 habitantes. A situação é ainda agravada pelas elevadas taxas de multirresistência, que representam não só uma séria ameaça ao controlo da tuberculose, como também constituem um elevadíssimo encargo para o sistema nacional de saúde. O estudo presente teve como finalidade avaliar a situação na Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo relativamente à dinâmica de transmissão da tuberculose resistente e aquisição da resistência. Foram analisados 94 isolados clínicos resistentes a um ou mais antibacilares de primeira linha. Estes isolados foram genotipados pela técnica de MIRU-VNTR e caracterizados relativamente aos genes associados à resistência a antibacilares de primeira linha: inhA, katG, rpoB, rpsL, rrs, embB e pncA. Foram ainda analisados os perfis de resistência a antibacilares de primeira e segunda linha. No decorrer do trabalho foram estabelecidas as mutações mais prevalentes associadas à resistência a antibacilares de primeira linha. Verificou-se que a maioria das estirpes multirresistentes que circula na região continua a pertencer à família Lisboa, descrita há mais de 10 anos, e cuja falha na contenção assegurou uma crescente aquisição de resistência. A maioria destas estirpes é agora extensivamente resistente. Dos isolados multirresistentes estudados, 48,7% eram extensivamente resistentes. Foi ainda detectado um possível surto ou emergência de uma nova estirpe extensivamente resistente. Os clusters genéticos encontrados puderam ser discriminados recorrendo às mutações encontradas. Tal, permitiu igualmente a avaliação da dinâmica de aquisição de resistência pelas várias estirpes
Portugal has the fourth highest tuberculosis incidence rate of the European Union, 31 cases per 100 000 inhabitants in 2005. The Health Region of Lisboa e Vale do Tejo, composed by Lisboa, Santarém and Setúbal districts, is one of the regions with the highest incidence. Lisbon district for example, has an incidence rate of 38,6 cases per 100 000 inhabitants. The situation is further worsened by the high rates of multidrug-resistance, which pose not only a serious threat to tuberculosis control, as also constitute a high expense for the national health system. The present study had the purpose to evaluate the dynamics of resistant tuberculosis transmission and resistance acquisition in the Health Region of Lisboa e Vale do Tejo. Ninety-four clinical isolates, resistant to one or more first-line drugs, were analyzed. These isolates were genotyped by MIRU-VNTR and the genes associated with first-line drug resistance (inhA, katG, rpoB, rpsL, rrs, embB and pncA) were characterized. The resistance profiles to first- and second-line drugs were also evaluated. This work has established the most prevalent mutations associated with first-line drug resistance. It was verified that the majority of the multidrug-resistant strains circulating in the region still belong to Lisboa family, a family of multidrug resistant strains described more than 10 years ago. The non-containment of such strains ensured an increasing resistance acquisition, as the majority of these strains are now extensively drug-resistant. From the studied multidrug-resistant isolates, 48,7% were extensively drug-resistant. A possible outbreak or emergence of a new extensively drug-resistant strain was detected. The genetic clusters found were further discriminated by using the drug resistance-associated mutations as additional genetic markers. Such, has also allowed an evaluation of the dynamics of resistance acquisition by several strains
Description: Tese de mestrado, Biologia (Biologia Molecular e Genética), 2007, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000566079
http://hdl.handle.net/10451/1360
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
19970_ulfc080515_tm.pdf1.07 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE