Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/13983
Título: Computer-based artifacts for psychotherapy
Autor: Sá, Marco Abelha César de
Orientador: Carriço, Luís, 1963-
Palavras-chave: Psychotherapy
Personal Digital Assistants
Interaction
Cooperation
Teses de mestrado - 2005
Data de Defesa: 2005
Relatório da Série N.º: di-fcul-tr-05-19
Resumo: Psychological therapy, in particular Cognitive-Behavioral Therapy, often used for depression and anxiety disorders treatment, is a common and widely used method among clinicians. However, currently trained psychotherapists are insufficient for the number of patients who suffer from these pathologies. Furthermore, this type of therapy relies on various artifacts for patient treatment and therapist diagnosis activities. Besides the time consumed, the costs relative to the therapy process can ascend to large amounts. Collaboration between patient and therapist is essential in order to guide patients to help themselves, replacing distorted cognitions with more adequate ones and more appropriate attitudes. By introducing new digital artifacts, which replace the paper ones, and by supporting the information flow between actors, both the cognitive effort and time waste can be reduced, improving the therapy process and the patients recovery. This dissertation reviews the state of the art concerning the use of technology to support psychological diagnosis and therapy. Within this context, a set of tools, designed to be used on hand-held devices, as well as on common desktop computers, which provide support for the whole process of psychotherapy, is presented. Each tool has its own objective. However, they all communicate and share information, allowing both patient and therapist to pursue their tasks at any place and time. An overview on the design and evaluation processes is done and future directions are defined.
A psicoterapia, em particular a terapia Cognitiva-Comportamental, corrente da psicoterapia, usada para tratamento de patologias como a depressão e ansiedade, é um método comum e largamente utilizado pelos clínicos da área. No entanto, o número de terapeutas treinados é insuficiente para o número de pacientes que padecem destas doenças. Mais ainda, este tipo de método é suportado por vários artefactos pouco adequados, quer para a terapia como para o diagnóstico. Para além do tempo consumido, os custos associados ao processo terapêutico podem ascender a valores elevados. A colaboração entre actores é essencial, sendo este o impulso necessário para guiar os pacientes no processo de auto-ajuda, substituindo as suas cognições distorcidas com outras mais adequadas e atitudes mais apropriadas. Introduzindo artefactos digitais, que substituem os de papel, e suportando o fluxo de informação entre ambos os actores, não só o esforço cognitivo como o tempo gasto são reduzidos, melhorando o processo de terapia e a recuperação dos pacientes. Nesta dissertação é feita uma breve revisão do estado-da-arte no que diz respeito à utilização da tecnologia como suporte ao diagnóstico e terapia psicológica. Dentro deste contexto, é apresentado um conjunto de ferramentas, desenhado para ser utilizado em Assistentes Digitais Pessoais (PDAs), ou em computadores comuns, que suporta o processo de psicoterapia na sua totalidade. Cada ferra menta tem o seu objectivo particular. No entanto, todas elas comunicam entre si e partilham informação, permitindo, tanto ao paciente como ao terapeuta, levar a cabo as suas tarefas em qualquer lugar e altura.
Descrição: Tese de mestrado em Informática, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2005
URI: http://hdl.handle.net/10451/13983
http://repositorio.ul.pt/handle/10455/3086
Aparece nas colecções:FC-DI - Master Thesis (dissertation)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
05-19.pdf3,77 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.