Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1399

Título: Estudo de mutações somáticas no gene APC em doentes com cancro do cólon e recto em idade jovem
Autor: Carriço, Renata Bordeira Costa
Orientador: Serpa, Jacinta
Dias, Deodália Maria Antunes, 1952-
Palavras-chave: Biologia molecular
Cancro do colo-rectal
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: O cancro colorectal (CCR) é uma das doenças malignas mais comuns no mundo ocidental, sendo mais frequente após os 50 anos, embora também possa surgir em pessoas com idade mais jovem. Existem três padrões específicos do CCR: hereditário, familiar e esporádico. O Hereditary non-polyposis colon cancer (HNPCC) e a Polipose Adenomatosa Familiar (PAF) são provocados por mutações germinais, nos genes de reparação mismatch (MMR) e no gene supressor tumoral Adenomatous Polyposis Coli (APC), respectivamente. O cancro do cólon esporádico, sem qualquer predisposição familiar ou hereditária, pode ser causado, em 80% dos casos, por mutações somáticas no APC. A perda alélica do APC ou a hipermetilação do seu promotor podem também estar na origem desta doença. Alterações noutros genes, como o BRAF, K-ras e ß-catenina, podem também provocar um aumento da sinalização Wnt, ocorrendo em cerca 10%, 30-40% e em menos de 5% dos CCR. O objectivo deste trabalho foi encontrar uma possível causa genética para o desenvolvimento precoce de CCR esporádico. Para tal o trabalho experimental foi efectuado em dois grupos de indivíduos, com idade ≤ 45 anos e ≥ 50 anos, nos quais foi feita a pesquisa de mutações somáticas no gene APC, análise de perda alélica análise do estado de metilação do promotor do APC, e a pesquisa de mutações nos hot-spots mutacionais dos genes K-ras, BRAF e ß-catenina. Os resultados observados indicam que a incidência de mutações no APC é inferior nos indivíduos mais jovens, sendo que a maioria das mutações que ocorrem nos indivíduos mais jovens originam proteínas truncadas que retêm mais de 2 domínios de regulação da ß-catenina. Nos indivíduos jovens foram também observados níveis de instabilidade de microssatélites mais elevados, e maior incidência de mutações no K-ras e na ß-catenina, embora em níveis mais baixos do que os observados noutros estudos, sendo a frequência de indivíduos com alterações no APC e noutros genes mais elevada, comparativamente aos indivíduos de idade mais avançada. Isto sugere que alterações no APC ou nos restantes genes analisados neste estudo, por si só, não estão na origem de CCR esporádico em idade jovem, mas levanta a hipótese de que a origem precoce desta doença poderá estar na ocorrência de mutações simultâneas em vários genes, que resulte numa maior agressividade na progressão maligna, ou eventualmente em alterações noutro gene não analisado neste estudo
Colorectal cancer (CRC) is one of the most common malignancies in the western world, mostly affecting patients over 50 years old, but it can also affect younger people. There are three specific patterns of CRC: hereditary, familial and sporadic. Hereditary non-polyposis colon cancer (HNPCC) and Familial Adenomatous Poliposis (FAP) are caused by germinal mutations, in mismatch repair genes (MMR) and in the tumour suppressor gene Adenomatous Polyposis Coli (APC), respectively. Sporadic CRC, with no hereditary or familial predisposition, can be caused, in 80% of the cases, by somatic mutations in the APC gene. Allelic loss of APC gene or hipermethylation of its promoter region can also cause this disease. BRAF, K-ras and ß-catenin mutations can also increase Wnt signalling and may occur in 10%, 30-40% and less than 5% of CRC, respectively. The aim of this study was to evaluate the profile of somatic APC gene alterations in patients with early-onset CRC. Tumour and mucosal samples from patients aged lower 45 and from patients aged over 50 were studied for APC truncating mutation, allelic loss, APC promoter hipermethylation, and BRAF, K-ras and ß-catenin mutations. The results show that younger patients have lower incidence of APC mutations, and these occur mainly in a region that origins truncated proteins with more than 2 ß-catenin regulating domains. Younger patients also have higher microssatellite instability, and higher frequency of K-ras and ß-catenin mutations, though at lower levels than in other studies. This group also has a higher frequency of mutations in APC together with other genes, comparing with older patients. These results suggest that APC mutations per se are not the main cause for early on-set sporadic CRC, neither mutations in the other genes analysed here. However, it raises the hypothesis that early on-set sporadic CRC may result from mutations in more than one gene, so leading to a more aggressive malignant progression, or can result from mutations in other gene that was not analysed in this study
Descrição: Tese de mestrado, Biologia (Biologia Humana e Ambiente), 2007, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000568465
http://hdl.handle.net/10451/1399
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
20412_ulfc080557_tm.pdf606,76 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia