Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1460

Título: Caracterização biológica e zoneamento ambiental do Parque Estadual do Jiquí \2013 RN/Brasil:subsídios ao plano de maneio
Autor: Farias, Flávio Henrique Cunha de
Orientador: Palmeirim, Jorge M.
Palavras-chave: Conservação da natureza
Parque natural
Teses de mestrado
Issue Date: 2009
Resumo: O presente trabalho teve como objectivos a caracterização biológica e proposição de um zoneamento ambiental para Parque Estadual do Jiquí, na perspectiva de subsidiar o plano de maneio desta Unidade de Conservação. O Parque está localizado no Município de Parnamirim, no Estado do Rio Grande do Norte - Brasil, com uma área de aproximadamente 398 ha, abrangendo importantes recursos hídricos, como trechos dos rios Pitimbu, Taborda e a Lagoa do Jiquí, assim como biomas e ecossistemas relevantes, como fragmento de Mata Atlântica - Floresta Estacional Semidecidual e uma pequena superfície de Savana arborizada (Cerrado e Tabuleiro). A caracterização biológica do Parque foi dividida em 6 grupos: Avifauna, onde foram identificadas nos levantamentos 98 espécies, perfazendo um total de 43 famílias e 20 ordens; Mastofauna, com o total de 17 espécies identificadas durante o levantamento, distribuídos em 6 famílias e 4 ordens; Herpetofauna, onde os anfíbios apresentaram-se até ao momento pouco diversificados, apenas 9 espécies, sendo distribuídos em 4 famílias e apenas 1 ordem, já os répteis representados por 1 ordem, a Squamata, com 30 espécies distribuídas em 13 famílias, sendo a família Colubridae (N=13) a mais diversa de serpentes e a Teiidae (N=4) de lagartos; no grupo Ictiofauna, foi possível identificar a presença de 6 espécies, distribuídas em 5 famílias de 2 ordens; Os Artrópodes, com um total de 70 espécies encontradas, pertencentes a 34 famílias agrupadas em 17 ordens; Vegetação, estudada por Cestaro (2002), que constatou a importância ambiental da área, com 59 espécies de árvores encontradas. A proposta de zoneamento ambiental contemplou seis zonas: Zona de Uso Especial (131ha); Zona Primitiva (156.5ha); Zona de Uso Extensivo (86.5ha); Zona de Recuperação (14ha); Zona de Uso Intensivo (10ha); e ainda uma Zona de Amortecimento constituída pelo entorno do Parque (330ha), visando resguardar o património ambiental ali inserido.
The objectives of this study were to make the biological characterization and proposing an environmental zoning for Jiquí Public Park, to contribute to the management plan of this conservation area. The Park is located in the city of Parnamirim, in the State of Rio Grande do Norte - Brazil, and covers an area of approximately 398 ha. It includes important water resources such as stretches of the rivers Pitimbu, Taborda and Jiquí Lagoon, as well as relevant biomes and ecosystems, such as a fragment of the Atlantic Florest - semideciduous forest and a small area of wooded savanna (Cerrado and Tabuleiro). The biological characterization of the Park was divided in 6 groups: Avifauna, where surveys have been identified in 98 species, a total of 43 families and 20 orders; Mammals, with a total of 17 species identified during the survey, distributed in 6 families and 4 orders; Herpetofauna, where amphibians recorded so far are relatively undiversified, only 9 species, distributed in 4 families and only 1 order, while reptiles are represented by 1 order, Squamata, with 30 species belonging to 13 families, and the family Colubridae (N = 13) the most diverse among snakes, and Teiidae (N = 4) of lizards; Ichthyofauna, it was possible to identify the presence of 6 species belonging to 5 families, 2 orders; Arthropods, with a total found 70 species belonging to 34 families grouped into 17 orders; Vegetation, studied by Cestaro (2002), who noted the environmental importance of the area, with 59 species of trees found. The proposed zoning contemplated six environmental areas: Special Use Zone (131ha); Primitive Area (156.5ha); Extensive Use Zone (86.5ha); Recovery Zone (14ha), Intensive Use Zone (10ha), and a Buffer Zone around the Park (330ha), with the objective of safeguarding the environmental assets of this area.
Descrição: Tese de mestrado, Biologia (Biologia da Conservação), 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000571823
http://hdl.handle.net/10451/1460
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
20985_ulfc080597_tm.pdf1,94 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia