Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1463

Title: Ecologia espacial da Cobra-de-água-viperina (Natrix maura) num sistema ripícola
Authors: Alves, Bruno Moura Pereira
Advisor: Rebelo, Rui Miguel Borges Sampaio e
Keywords: Herpetologia
Répteis
Telemetria
Teses de mestrado
Issue Date: 2009
Abstract: Terrestrial habitats around wetlands are important in wetland conservation because many vertebrates use them during part of their life cycle. Natrix maura (Linnaeus, 1758) is a common species in the Iberian Peninsula, however there is a lack of studies that focus on its spatial ecology, particularly in riparian streams. Home range, movement patterns, activity and habitat choice at different scales of two viperine snakes were studied at Serra de Grândola (Portugal), using radiotelemetry and geographic information systems (SIG). Two methods of home range estimation were applied producing similar estimates: the minimum convex polygon (MCP) resulted in home range sizes of 308 and 587 m2 while the 95% Kernel estimate produced multiple home ranges totalizing 323 and 525 m2. Core areas obtained by the 50% Kernel estimate showed a strong association with water bodies persisting during the dry season. Snakes didn't move on a daily basis as the overall movement rate (OMR) 33,04 and 36,01 m/day was lower than the actual movement rate (AMR) 38,55 and 52,01 m/day. Also, a high level of inactivity following consecutive fixes (60,0 and 46,4%) was observed. Ivlev's index was applied to evaluate macrohabitat choice; results reveal a clear preference for poorly preserved riparian habitats and an avoidance of the major surrounding terrestrial habitat. Logistic regression models suggested that snakes exhibit a complex microhabitat selection based on multiple structural variables, including water distance, arboreal and herbaceous vegetation, rocky substrate and slope. Microclimate selection was tested through pairwise comparisons. Snakes established home ranges in the broader landscape by selecting places with cooler surface temperatures, higher humidity, lower insulation and wind speed, than those available in the study site.
Os habitats terrestres que rodeiam as zonas húmidas são importantes para a sua conservação, ao serem utilizados por muitos vertebrados durante parte do seu ciclo de vida. Natrix maura (Linnaeus, 1758) é uma espécie comum na Península Ibérica; contudo verifica-se uma escassez de estudos focando a sua ecologia espacial, particularmente em sistemas ripícolas. Neste trabalho foram estudadas as áreas vitais, movimentos, actividade e selecção de habitat a diferentes escalas, de duas N. maura em Grândola (Portugal) utilizando telemetria e sistemas de informação geográfica (SIG). Foram aplicados dois métodos de cálculo de áreas vitais que produziram resultados semelhantes: o polígono convexo mínimo (MCP) produziu áreas de 308 e 587 m2 enquanto o estimador de Kernel (95%) produziu áreas múltiplas totalizando 323 e 525 m2. Os centros de actividade obtidos pelo estimador de Kernel (50%) estiveram associados aos pegos mais duradouros durante o Verão. Os valores de deslocamento total (OMR) 33,04 e 36,01 m/dia foram inferiores aos valores de deslocamento real (AMR) 38,55 e 52,01 m/dia, o que revelou a presença de dias sem qualquer deslocamento. Foi inclusive observada uma inactividade elevada entre localizações consecutivas (60,0 e 46,4%). A selecção de macrohabitat foi avaliada através do índice de Ivlev, que demonstrou uma clara preferência dos indivíduos por galeria ripária degradada e o evitar dos habitats envolventes. A utilização de modelos de regressão logística demonstrou uma selecção de microhabitat baseada em variáveis estruturais como a distância à água, vegetação arbórea e herbácea, tipo de substrato e declive do solo. A selecção de microclimas foi analisada através de comparações emparelhadas, tendo sido observado que as cobras seleccionaram locais mais frescos, húmidos, protegidos da luz solar e abrigados do vento, do que se verifica, em média, na área de estudo.
Description: Tese de mestrado em Biologia (Biologia da Conservação) Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000571813
http://hdl.handle.net/10451/1463
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
20992_ulfc080590_tm.pdf2.02 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE