Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/1464
Título: Ecologia e avaliação dos recursos bentónicos da zona de transição dulciaquícola-salobra no rio Mira
Autor: Medeiros, João Paulo da Silva
Orientador: Costa, Maria José Rosado
Oliveira, Paula Maria Chainho de
Palavras-chave: Ecossistemas aquáticos
Rio Mira
Teses de mestrado
Data de Defesa: 2009
Resumo: As comunidades biológicas da zona de transição dulciaquícola-salobra do estuário do Mira foram estudadas em duas vertentes principais: composição e estrutura das comunidades de macroinvertebrados bentónicos de acordo com o gradiente salino, e uso e potencialidade de exploração dos recursos biológicos existentes nessa zona. A variabilidade espacial das comunidades de macroinvertebrados bentónicos revelou a existência de duas zonas distintas (zona dulciaquícola e zona salobra). Na zona mais a montante, com uma salinidade anual inferior a 0,5, predominaram taxa dulciaquícolas, principalmente larvas de insectos, e observou-se uma tendência para maiores densidades e riquezas taxonómicas. Na zona salobra, com uma salinidade anual superior a 0,5, predominaram taxa estuarinos, e por isso mais tolerantes a variações de salinidade (Corophium orientale, Cyathura carinata. Lekanesphaera spp., Alkmaria romijni, Hediste diversicolor e Streblospio shrubsolii), observando-se maiores valores de diversidade e equitabilidade. Foram observadas variações sazonais em ambas as zonas, foi mais acentuada na zona dulciaquícola, tendo sido na Primavera que se registaram os maiores valores de abundância e no Outono os mais baixos. Os resultados obtidos neste estudo indicam que o limite superior do estuário tidal se localiza, sensivelmente, 8 km a montante da vila de Odemira, estendo-se a zona de transição aproximadamente por 2,7 km para jusante desse limite superior. A distribuição destas comunidades, na zona de transição dulciaquícola-salobra, faz-se progressivamente de acordo com o gradiente salino, comportando-se mais como um padrão de ecoclina do que de écotono. A potencialidade dos recursos biológicos existentes na zona dulciaquícola-salobra do estuário do Mira foi avaliada com base em inquéritos e complementada com a informação disponível na bibliografia. Apenas é praticada pesca lúdica, com utilização de cana-de-pesca, utilizando como isco, sobretudo, a minhoca-da-pesca e o camarão na captura de Dicentrarchus labrax, Anguilla anguilla, Diplodus sargus e Solea spp., e também de milho na captura de Cyprinus carpio, sendo o principal destino das pescarias o consumo próprio. Procambarus clarkii, Palaemon longirostris e Corbicula fluminea, embora pouco explorados, são potenciais recursos.
The communities of benthic macroinvertebrates of the freshwater and brackish water transition zone of the Mira estuary had been studied to evaluate the composition and structure of the communities according to the salinity gradient and to assess potential for biological resources. Spatial variability of macrobenthos revealed two different areas: a freshwater area, with median annual salinities of 0.5, characterized by high abundances and taxa, mainly insects; and a brackish water region, with higher salinities, characterized by salinity tolerant taxa (Corophium orientale, Cyathura carinata. Lekanesphaera spp., Alkmaria romijni, Hediste diversicolor e Streblospio shrubsolii) and showing higher diversity and evenness. Seasonal variations were observed in both areas, although higher in the freshwater region. Nevertheless, spring was the season with higher abundances while autumn showed the lowest. The upper limit of the tidal estuary of this estuary was determined to be located 8 km upstream of Odemira village and the transition area between freshwater and brackish water extended approximately for 2.7 km downstream of this limit. The communities of benthic macroinvertebrates in this transition zone are distributed gradually along the saline gradient which is in accordance with the ecocline model. The potential biological resources to explore in the freshwater and brackish water zone in the Mira estuary was evaluated by inquiries and complemented with the information available in the bibliography. Only recreational fishing was practice, therefore fishing rod the only gear used. Ragworms and shrimp were the preferential bait for the capture of Dicentrarchus labrax, Anguilla anguilla, Diplodus sargus, Solea spp., and corn for Cyprinus carpio. Procambarus clarkii, Palaemon longirostris and Corbicula fluminea were found to be potential resources for human consumption or for bait.
Descrição: Tese de mestrado, Pescas e Aquacultura, 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000572272
http://hdl.handle.net/10451/1464
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
21041_ulfc080648_tm.pdf1,62 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.