Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/1465

Título: Função endotelial e a sua relação com a composição da placa aterosclerótica
Autor: Borges, Lara Gameira
Orientador: Crespo, Ana Maria Viegas
Pinheiro, Maria Teresa Ferreira Marques
Palavras-chave: Bioquímica
Aterosclerose
Marcadores biológicos
Teses de mestrado
Issue Date: 2009
Resumo: A aterosclerose é a principal causa das doenças cardiovasculares. Caracteriza-se pelo desenvolvimento do ateroma na parede arterial que progressivamente contribui para a sua disfunção. A doença coronária aguda é a manifestação mais gravosa da aterosclerose, pois por ser causadora de enfartes agudos do miocárdio contribui significativamente para a taxa de mortalidade e morbilidade associada àquela patologia. A activação, proliferação, diferenciação e apoptose celulares, são os processos que contribuem para o crescimento da placa e sua instabilidade, podendo culminar na sua ruptura com subsequente trombose coronária, sendo esta muitas vezes a primeira manifestação clínica da doença. A inacessibilidade das artérias torna o estudo da função endotelial com base na avaliação de factores de crescimento, uma abordagem inovadora no âmbito das patologias associadas à doença coronária. O objectivo principal deste trabalho foi o de avaliar o papel do VEGF a nível sistémico como indicador da função endotelial na doença coronária e estabelecer a sua possível relação com as características biológicas da placa obtidas por VH IVUS. Desta maneira, foram estabelecidas inter-relações entre os vários parâmetros de caracterização da placa, factores de risco, leucócitos e VEGF em circulação. Apesar da grande variabilidade observada nas concentrações de VEGF sérico, estas relacionaram-se com os triglicéridos e com parâmetros de inflamação, como a concentração de CRP e o número de leucócitos. Verificou-se que, os maiores níveis de VEGF se associavam às placas de ateroma com percentagem de tecido fibrótico superior a 65% e àquelas com menores percentagens de cálcio, o que sugere o seu envolvimento na proliferação do ateroma. Também o aumento do número de leucócitos se associou a maiores percentagens de tecido fibrótico e menores de fibrolipídico e a uma maior estenose do vaso. A estenose associou-se ao sexo masculino e aos indivíduos com maiores concentrações de NT-proBNP. Observou-se ainda que para percentagens elevadas de cálcio no ateroma, a quantidade de lípidos em circulação diminuía. Este estudo, sugerindo o envolvimento do VEGF na permeabilidade, adesão e proliferação celulares, permitiu confirmar a importância da determinação daquele factor na doença coronária e a sua relevância na relação com as características da placa aterosclerótica. Assim, a potencialidade do VEGF como um biomarcador da doença das artérias coronárias, deve continuar a ser aprofundada.
Atherosclerosis is the main cause of cardiovascular disease. The atherosclerosis is characterized by the development of an atheroma in the arterial wall that gradually contributes to its dysfunction. The coronary artery disease (CAD) is the most serious manifestation of atherosclerosis, and by being the cause of acute myocardial infarction, contributes significantly to the rate of mortality and morbidity associated with that disease. The activation, proliferation, cell differentiation and apoptosis, are complex and dynamic processes that occur in the vascular wall and contribute to the growth of the plaque and its instability, which leads to its rupture with subsequent coronary thrombosis, usually the first clinical manifestation of the disease. Due to the inaccessibility of studying the coronary arteries in vivo, the study of the endothelial function trough growth factors is an innovative approach of CAD. The main purpose of this study was to evaluate the role of VEGF as a systemic indicator of endothelial function in the disease and to establish a possible relation with the biological characteristics of the plaque obtained by VH IVUS. Thus, were established interrelationships between the several characterization parameters of the lesions and the risk factors, leukocytes and VEGF in circulation. Despite the great variability of VEGF's concentrations in circulation, they were related to triglycerides and parameters of inflammation, such as the concentration of CRP and leukocyte. It was found that the highest levels of VEGF in serum were associated with atheromatous plaques with the percentage of fibrotic tissue over 65% and with lower percentages of calcium, suggesting their involvement in the proliferation of atheroma. It was also noted that the highest leukocyte counts were associated with lesions with higher percentages of fibrous tissue and less fibrolipidic tissue and with greater stenosis of the artery. The stenosis was also associated with male gender and individuals with higher concentrations of NT-proBNP. It was also observed that for high percentages of calcium in the atheroma, the lipid amount in circulation decreased. This study, suggesting the involvement of VEGF on permeability, adhesion and cell proliferation, has confirmed the importance of determination of that factor in coronary artery disease and its relevance in relation with the characteristics of atherosclerotic plaque. Thus, the study of the potential of VEGF as a biomarker for coronary artery disease should be continued.
Descrição: Tese de mestrado, Biologia (Biologia Humana e Ambiente), 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000572343
http://hdl.handle.net/10451/1465
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
21042_ulfc080649_tm.pdf1,51 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE