Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15403
Título: A auto-perceção do envelhecimento e o bem-estar psicológico
Autor: Fernandes, Ana Filipa Romão
Orientador: Silva, Maria Eugénia Duarte, 1951-
Palavras-chave: Bem-estar psicológico
Idosos
Envelhecimento
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente trabalho foca-se no estudo da relação entre a auto-perceção do envelhecimento e o bem-estar psicológico, numa amostra de adultos da meia-idade e adultos mais velhos, oriundos da comunidade. Tem como objetivos: (1) analisar a auto-perceção e o bem-estar psicológico na amostra; (2) analisar as diferenças na auto-perceção do envelhecimento e no bem-estar psicológico em função de grupos de idade; (3) avaliar a influência de variáveis sociodemográficas na auto-perceção do envelhecimento e no bem-estar psicológico e (4) explorar a relação entre a auto-perceção do envelhecimento e o bem-estar psicológico. Foram utilizados 3 instrumentos: Questionário de Perceções do Envelhecimento – QPE (Barker, O’Hanlon, McGee, Hickey & Conroy, 2007), traduzido e adaptado em Portugal por Claudino (2007); Escalas de Bem-estar Psicológico (Ryff, 1989b), traduzido e adaptado por Novo, Duarte-Silva e Peralta (1997) e um Questionário Sociodemográfico, construído para recolha de dados sociodemográficos e psicossociais. Participaram neste estudo 35 indivíduos, masculinos e femininos, com idades compreendidas entre os 41 e os 83 anos. Os resultados permitem verificar que: (1) os participantes apresentaram uma perspetiva positiva de envelhecimento pessoal e um senso positivo de bem-estar psicológico; (2) os adultos mais velhos apresentaram um maior número e diversidade de queixas na saúde; (3) nos adultos da meia-idade parece haver um maior desenvolvimento contínuo e uma maior abertura a experiências novas; (4) algumas variáveis sociodemográficas refletem diferenças significativas quanto à perceção do envelhecimento e ao nível de bem-estar psicológico; (5) a auto-perceção do envelhecimento associa-se ao bem-estar psicológico. Os resultados são discutidos com base na literatura existente. São referidas as limitações do estudo e as propostas para futuras investigações.
The present research focuses on the study of the relation between self-perceptions of aging and psychological well-being in a sample of middle age adults and older adults from the community. The aims of this study are: (1) to analyze the self-perception and psychological well-being in the sample; (2) to analyze the differences in self-perceptions of aging and psychological well-being according to two age groups; (3) to assess the influence of socio-demographic variables on self-perceptions of aging and psychological well-being and (4) to explore the association between self-perception of aging and psychological well-being. Three instruments were used: Aging Perceptions Questionnaire – APQ (Barker, O'Hanlon, McGee, Hickey & Conroy, 2007), translated and adapted in Portugal by Claudino (2007); Scales of Psychological Well-Being (Ryff, 1989b), translated and adapted in Portugal by Novo, Duarte-Silva and Peralta (1997) and a Socio-demographic questionnaire to gather socio-demographic and psychosocial data. Thirty-five (35) subjects participated in this study, male and female, aged between 41 and 83 years. Results revealed that (1) participants had a positive self-perceptions of aging and a positive sense of psychological well-being; (2) older adults showed a greater number and diversity of health complaints; (3) middle age adults tend to have a greater feeling of continued development and a greater openness to new experiences; (4) some socio-demographic variables show significant differences in what concerns the perception of aging and psychological well-being and (5) the psychological well-being is associated with self-perceptions of aging. Results are discussed in the light of the existing literature. Study limitations and suggestions for further investigations are presented.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15403
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046663_tm.pdf831,17 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.