Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15417
Título: Individual and social determinants of self-rated health and well-being in the elderly population of Portugal
Outros títulos: Determinantes individuais e sociais do estado de saúde subjetivo e de bem-estar da população sênior de Portugal
Determinantes individuales y sociales del estado de salud subjetivo y bienestar de la población de la tercera edad de Portugal
Autor: Silva, Pedro Alcântara da
Palavras-chave: Envelhecimento
Idosos - Portugal
Data: 2014
Editora: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Citação: Silva, P. A. da (2014). Individual and social determinants of self-rated health and well-being in the elderly population of Portugal. Cadernos de Saúde Pública, 30(11), 2387-2400
Resumo: This article aims to identify the main determinants of self-rated health and well-being in the elderly Portuguese population, using a set of dimensions including demographic and socioeconomic indicators, characteristics of interpersonal networks and social activities, health, sexual activity, representations of aging, and feeling of happiness. Taking socioeconomic, behavioral, and attitudinal predictors into account to analyze the explanatory value of the interrelated dimensions and weights for each factor, the author argues that social capital, activities associated with active aging, and greater optimism towards aging can contribute greatly to better self-rated health and wellbeing among the elderly, partially offsetting the effect of socioeconomic factors and illness associated with age.
Neste artigo pretende-se identificar os principais determinantes da autoavaliação do estado de saúde e do bem-estar da população sênior, tendo em conta um conjunto de dimensões que reúnem indicadores demográficos e socioeconômicos, características das redes interpessoais e atividades sociais praticadas, de saúde, atividade sexual, de representações sobre o envelhecimento e sentimento de felicidade. A equação em simultâneo de preditores socioeconômicos e de caráter comportamental e atitudinal dessas várias vertentes, com o intuito de analisar o valor explicativo de cada uma das dimensões inter-relacionadas e o peso de cada um dos fatores, permite concluir que o social capital, a prática de atividades associadas ao envelhecimento ativo e um maior otimismo em relação ao envelhecimento podem contribuir em grande medida para uma melhor autoavaliação do estado de saúde e do bemestar dos mais velhos, compensando, em parte, o efeito de fatores socioeconômicos e de doença associados à idade.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/15417
DOI: 10.1590/0102-311X00173813
Versão do Editor: http://www.scielosp.org/pdf/csp/v30n11/0102-311X-csp-30-11-2387.pdf
Aparece nas colecções:ICS - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_PASilva_Individual_ARI.pdf244,42 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.