Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15433
Título: Hemodiálise : qualidade de vida e parâmetros nutricionais
Autor: Moreira, Ana Catarina de Assunção Almeida, 1966-
Orientador: Camilo, Maria Ermelinda, 1943-
Palavras-chave: Dieta
Diálise renal
Nefropatias
Qualidade de vida
Avaliação nutricional
Teses de doutoramento - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Verifica-se o aumento progressivo de doentes com insuficiência renal com necessidade de realizar hemodiálise. Os doentes que iniciam tratamento revelam preocupação com o seu bem-estar a sua qualidade de vida. A qualidade de vida de um indivíduo pode ser definida como um estado de bem-estar geral que engloba factores objectivos e avaliações subjectivas, físicas, materiais, sociais e emocionais em conjunto. O conceito de qualidade de vida relacionada com a saúde (QoL) foca-se no impacto da doença e do tratamento no bem-estar do doente. Para avaliação da qualidade de vida existem questionários genéricos e específicos para patologias. Nos doentes em tratamento regular de hemodiálise a prevalência de desnutrição é elevada, e o mau estado nutricional está associado a pior QoL. Em 130 adultos submetidos a tratamento regular de hemodiálise, com média de idade de 62 anos, avaliámos o estado nutricional utilizando parâmetros clínicos e funcionais, antropométricos, laboratoriais e de ingestão dietética; pesquisamos a sua potencial relação com a QoL avaliada pelos questionários KDQoL-36 e EuroQoL. Os questionários de avaliação subjectiva global, a ingestão dietética, o índice de massa livre de gordura e a força de preensão palmar foram os parâmetros que identificaram maior número de doentes com desnutrição. Os valores de QoL foram inferiores aos da população em geral, mas semelhantes aos encontrados em doentes a realizar hemodiálise. Dos parâmetros demográficos e clínicos estudados, tiveram maior impacto na QoL, afectando-a negativamente, o género feminino, a baixa escolaridade e a presença de DM. Mesmo nos doentes moderadamente desnutridos verificou-se associação entre a QoL e o estado nutricional. Os doentes com índice de massa corporal superior a 25kg/m2 e maior massa gorda apresentaram pior QoL. Em análise multivariada verificamos que o estado nutricional e os parâmetros demográficos e clínicos, explicaram cerca de 50% dos resultados da QoL.
Haemodialysis is the most common treatment for renal failure, with strong impact on daily life and on quality of life. In patients with a chronic disease such as end stage disease, for whom cure is not a realistic goal, maximizing functioning and well-being should be the primary objective of care. There are several questionnaires to assess QoL, they can be generic or diseases specific. Generic questionnaires allow research and knowledge about the health status, comparing the data with general population, while specific questionnaires are useful to determine the effects of a disease in a patient's life. The simultaneous application of two types of questionnaires allows deeper understanding of QoL. Having complex etiology, malnutrition in highly prevalent in these patients and is associated with worse QoL. We access nutritional status and analyze its potential relationship with QoL. We conduct an observational, analytical and cross-sectional study in haemodialysis patientes. Nutritional status was assessed by, clinical and functional measurements, anthropometry, biochemical and dietary intake; QoL was assessed by generic EuroQoL and disease specific KDQoL-36 questionnaires. The study comprised 130 patients of both genders, mean age 62 years. The prevalence of undernutrition ranged widely according to the parameter apply, at overall subjective global assessment, dietary intake, body mass index and handgrip strength identified more patients with malnutrition. We found QoL lower than in general population, but similar to previous reported in these patients. With exception of body mass index and fat mass classification, undernourished patients had worse scores in nearly all QoL dimensions, a pattern which was dominantly maintained when adjusted for demographics and disease-related variables, even in mildly undernourished HD patients. Over weight/obese patients (BMI ≥ 25) also had worse scores in some QoL dimensions. By multivariate analysis, nutritional, demographic and clinical parameters explain about 50% of the results of QoL.
Descrição: Tese de doutoramento, Ciências e Tecnologias da Saúde (Nutrição), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15433
Designação: Doutoramento em Ciências e Tecnologias da Saúde
Aparece nas colecções:FM - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd069233_td_Ana_Moreira.pdf2,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.