Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15486
Título: Conceções dos alunos do ensino secundário acerca da tarefa de estudo autorregulada
Autor: Cabaço, Sara Raquel de Carvalho Mendão das Neves Carvoeiro e
Orientador: Simão, Ana Margarida Veiga, 1957-
Palavras-chave: Autorregulação
Sala de aula
Psicologia da aprendizagem
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: A atividade de estudo é essencial para solidificar a aprendizagem em aula, influencia os resultados escolares e é frequente tomar-se como garantido, que os alunos sabem como o fazer. A importância do estudo contrasta com o aborrecimento que os alunos reportam sobre esta tarefa e com a desconsideração por parte dos professores, do seu papel no ensino de estratégias. Com recurso à análise de entrevistas, o presente projeto pretende compreender como os alunos constroem o significado pessoal acerca da tarefa de estudo, como percecionam a sua relação com os resultados escolares e perceber como descrevem a sua tarefa de estudo e a do aluno com o estudo ideal - e se se relaciona com as competências atribuídas às características dum aluno autorregulado. A análise dos dados incluiu o tratamento qualitativo dos testemunhos e o agrupamento de participantes (clusters), na descrição do seu estudo e do estudo ideal, segundo seis características do aluno que autorregula o seu estudo. Os resultados evidenciam a existência de estratégias autorregulatórias na descrição do estudo dos participantes e no estudo que consideram ideal. Contudo, nem todas as estratégias refletem um grau de autorregulação eficaz, indo ao encontro da ideia que todos os alunos, de forma mais ou menos eficaz regulam os seus momentos de aprendizagem. Os resultados deste estudo exaltam a necessidade da intervenção do psicólogo educacional nesta área.
Studying is essential for learning in class. It influences academic results and it is frequently assumed that students know how to do it beforehand. There is a contrast between the importance of studying and the boredom that students report regarding this task, as well as the inconsideration teachers attribute to its role in teaching strategies. With the use of interviews, this study aimed to understand how students construct their personal meaning of studying, how they perceive its relation with academic results. This study also aimed to understand how students describe their own studying tasks, as well as students with the ideal studying tasks. Lastly, this study proposed to understand if students’ descriptions were related with competencies associated with the characteristics of students who are self-regulated. Data analysis included a qualitative treatment of student reports and cluster analysis of the students as a group in order to describe their actual studying tasks and the ideal studying task according to the six characteristics of students who self-regulate their studying. Results suggest that there are self-regulation strategies in the description of students and in the studying task they consider to be ideal. Nonetheless, not all strategies reflect the degree of efficacious self-regulation, suggesting that all students regulate their learning either more or less efficaciously. The results of this study propose the need for intervention of educational psychologists in this area.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15486
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie046650_tm.pdf1,84 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.