Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15491
Título: Estudo de base de Senecio lagascanus subsp. lusitanicus (Asteraceae): contributo para a conservação de uma planta rara
Autor: Dias, Sara Lobo, 1983-
Orientador: Cotrim, Helena Maria da Conceição, 1962-
Loução, Amélia Martins, 1949-
Palavras-chave: Botânica geográfica
Taxonomia botânica
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: A conservação activa deve ter por base o conhecimento da biologia e ecologia das espécies, bem como dos seus principais factores de ameaça. Senecio lagascanus DC. subsp. lusitanicus (P. Cout.) Pinto da Silva é um endemismo de Portugal Continental, extremamente raro e abrangido por legislação de protecção nacional e internacional. Não existem, no entanto, quaisquer estudos direccionados a este taxon e pouco se conhece acerca da sua biologia, ecologia e verdadeiro estado de conservação. Este trabalho pretendeu realizar, à macro escala, um estudo ecogeográfico investindo na distribuição real e potencial da espécie. À escala local, teve como objectivo contribuir com informação de base sobre o tamanho das populações, os micro‐habitats onde ocorre, a fenologia, e sobre parâmetros associados à biologia reprodutiva e dinâmica de populações. A distribuição actual da espécie resume‐se apenas a quatro populações, com efectivo populacional relativamente baixo, afastadas e muito restritas espacialmente. A modelação da distribuição da espécie evidenciou outros potenciais locais de ocorrência para futuras prospecções. A espécie ocorre preferencialmente em relvados rochosos, mas também em coberturas arbustivas densas, em vertentes que podem ser muito declivosas e consistentemente expostas a Norte. Os habitats de ocorrência da espécie em cada população são caracterizados e comparados. O taxon apresenta o pico de floração no fim de Maio, pode reproduzir‐se por rizomas vegetativos, aparenta ser auto‐incompatível e não formar banco de sementes no solo. Cerca de 40% das plantas observadas não formaram estruturas reprodutoras; um maior número de sementes por capítulo foi observado para as populações da Serra da Boa Viagem e Montejunto; cerca de 50% das sementes de um capítulo são viáveis e verificaram‐se percentagens de germinação relativamente altas, particularmente na população da Carvalha. O estudo de base parece indicar, que embora rara e restrita, a espécie está bem adaptada aos seus locais e habitats de ocorrência. Aparentemente, a sua raridade não parece dever–se a problemas reprodutivos mas sim à sua elevada especificidade ambiental. Os estudos desenvolvidos no sentido de caracterizar a espécie rara Senecio l. lusitanicus e as suas populações são a chave para o desenvolvimento de estratégias de conservação adequadas. Os conhecimentos de base adquiridos neste trabalho dão a conhecer e permitem caracterizar o estado de conservação actual do taxon, identificar medidas de conservação em prática e principais ameaças.
Active conservation should be based on the knowledge of species’ biology and ecology ,as well as on its main factors of threat. Senecio lagascanus DC. subsp. lusitanicus (P. Cout.) Pinto da Silva is an endemism of Mainland Portugal, extremely rare and covered by national and international protection legislation. However, there are no studies directed to this taxon and presently little is known about their its biology, ecology and its real conservation status. This work intends to accomplish, at macro scale, an ecogeographical study aimed the understanding of the real and potential distribution of the species. At local scale it aimed to contribute with background information on population size, on micro‐habitats where it occurs, phenology, and on parameters associated with reproductive biology and population dynamics. The current distribution of the species is summed up only to four populations with relatively low, secluded and very spatial restricted effective population. The modelling of the species distribution showed other potential sites of occurrence for future research. The species occurs preferentially on rocky lawns, but also in dense shrub coverages, on slopes that can be very steep and consistently exposed to the North. The occurrence habitats of the species for each population are characterized and compared. The taxon shows that the peak of the flowering time is late May, can reproduce by vegetative rhizomes, appears to be selfincompatible and does not form a seed bank in the soil. About 40% of the plants did not form reproductive structures; a greater number of seeds per flower head were observed for Boa Viagem and Montejunto populations; about 50% of the seeds of the flower head are viable and it has been found relatively high levels of germination, being the highest for Carvalha population. The baseline study seems to suggest that although rare and restricted, the species is well adapted to theirs occurrence habitats and locations. Its rarity, apparently, does not seem to be due to reproductive problems but rather to its high environmental specificity. The studies carried out in order to characterize the rare species Senecio l. lusitanicus and its populations are the key for developing appropriate conservation strategies. The basic knowledge acquired in this work allows the characterization of the current status of taxon conservation, as well as identifying practical conservation measures and raising awareness of major threats.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Ecologia e Gestão Ambiental). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15491
Designação: Mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc107400_tm_sara_dias.pdf3,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.