Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15514
Título: Desenvolvimento de uma ferramenta para a comparação da regulamentação energética de edifícios de serviços: RSECE (dec-lei 79/2006) e RECS (dec-lei 118/2013)
Autor: Balbino, Ana Catarina Coelho
Orientador: Panão, Marta João Nunes Oliveira
Dias, Pedro Filipe Moreira
Palavras-chave: Indicador de eficiência energética
Regulamento de desempenho energético dos edifícios de comércio e serviços
Regulamento dos sistemas energéticos e de climatização em edifícios
Simulação dinâmica detalhada
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Com o objetivo de atingir as metas propostas para 2020, a União Europeia tem vindo a publicar Diretivas no âmbito do desempenho energético de edifícios, cujo sector apresenta um grande potencial de redução no uso da energia, através de medidas de eficiência energética. Como Estado-Membro, Portugal transpôs a Diretiva 2010/31/EU para a legislação nacional através do DL 118/2013 que inclui, entre outros, o Regulamento de Desempenho Energético de Edifícios de Comércio e Serviços (RECS), o qual sucedeu ao DL 79/2006 Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE) consequente da Diretiva 2002/91/EU. Como tal, a presente dissertação compara a regulamentação atual (RECS) com a revogada (RSECE), com o intuito de compreender as alterações resultantes desta atualização. A comparação foi realizada através da sua aplicação a um caso de estudo, tendo-se verificado uma discrepância significativa ao nível da classificação energética, tendo o edifício obtido a classe A segundo o RSECE e Classe B-, segundo o RECS. Esta diferença é justificada pelo método de apuramento dos índices de cada regulamentação. A classe energética atribuída segundo o RSECE depende do indicador de eficiência energética em condições nominais de utilização, IEEnominal, quando comparado com um valor de referência, IEEref, tabelado por tipologia de edifício. No RECS essa é obtida por comparação entre o indicador de eficiência energética em condições reais de utilização, IEEreal em que se contabilizam as fontes de energia renovável através de IEEren, com um indicador de referência, IEEref, obtido por simulação dinâmica. No sentido de incrementar a classe energética do edifício foram estudadas medidas de melhoria, as quais não tiveram o sucesso esperado, visto que a classificação energética obtida com recurso às mesmas se traduziu numa classe energética B.
With the objective of achieving the proposed goals for 2020, the European Union has been publishing policies under the building energy performance, which sector has great potential for reducing energy consumption through energy efficiency measures. Portugal, as a Member State, transposed the Directive 2010/31/EU into the national legislation, by elaborating the DL 118/2013 which includes, among others, the Regulation for Energy Performance of Commerce and Services Buildings (RECS), which succeeded the DL 79/2006 Building Regulation of Heating Ventilation and Air Conditioning Energy Systems (RSECE) resulting from the Directive 2002/91/EU. Therefore, this thesis compares the current regulation (RECS) with the revoked (RSECE), in order to understand the changes resulting from this update. The comparison was carried out by applying both to a case study, and there have been a significant discrepancy in terms of energy efficiency performance, the building obtained class A according to RSECE and class B- according to the RECS. This difference is explained by the calculation method defined in each regulation. Therefore, according to RSECE the energy efficiency performance was assigned depending on the energy efficiency indicator in nominal conditions of use, IEEnominal, compared with a reference value, IEEref, tabulated by type of building. On RECS this is obtained comparing the energy efficiency indicator in real conditions of use, IEEreal in which the renewable sources of energy are accounted through the IEEren, with a reference indicator, IEEref, obtained by dynamic simulation. In order to increase the energy efficiency performance of the building, improvement measures were designed, which have not had the expected success, since the energy efficiency performance obtained using these measures resulted in a B energy efficiency performance.
Descrição: Tese de mestrado em Engenharia da Energia e do Ambiente, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15514
Designação: Mestrado em Engenharia da Energia e do Ambiente
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc112076_tm_Ana_Catarina_Balbino.pdf2,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.