Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15645
Título: Como governar o único teatro de Ópera em Portugal?
Autor: Martinho, Teresa Duarte
Matos, José Nuno
Data: 2014
Editora: Universidade de Aveiro / Universidade de Braga
Citação: Martinho, T. D., Matos, J. N. (2014). Como governar o único teatro de Ópera em Portugal? Revista Lusófona de Estudos Culturais, 2 (2), 165-187
Resumo: Fundado em 1793, o Teatro Nacional de São Carlos (TNSC) é uma referência no campo da difusão e da produção de ópera em Portugal. Considerando o período entre 1974 e 2013, o presente artigo tem como principal objetivo compreender a evolução dos vários estatutos do TNSC e das lógicas que os enformam. A partir da análise de documentação jurídica, bem como de relatórios de gestão e de monografias dedicadas à história do referido teatro, é possível identificar ao longo deste período a oscilação entre dois paradigmas: o da gestão pública, que coloca a instituição sob a alçada direta do Estado, identificando neste modelo a melhor forma de assegurar o interesse público; o da gestão privada, defendendo que a satisfação do interesse público requer a indispensável participação de receitas empresariais em domínios sob responsabilidade estatal, em nome de maior eficácia orçamental. A relação entre estas duas lógicas, como será possível verificar, decorre no quadro de processos de maior amplitude, sendo indissociável de mutações nas políticas culturais e noutras esferas da sociedade.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/15645
Versão do Editor: http://estudosculturais.com/revistalusofona/index.php/rlec/article/view/117
Aparece nas colecções:ICS - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_TDMartinho_JNMatos_Como_ARN.pdf517,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.