Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15671
Título: Comparação entre as condições paleoceanográficas de Sines e Açores durante o Óptimo Holocénico e o ùltimo Máximo Glaciar
Autor: Contente, Joana Ferraz
Orientador: Abrantes, Fátima Filomena Guedes
Dias, Joaquim Guilherme Henriques, 1961-
Palavras-chave: Paleo
Condições oceanográficas
Último máximo glaciar
Óptimo holocénico
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: Com este trabalho pretendia-se comparar as condições oceanográficas em duas regiões, Sines e Açores, durante os dois eventos climáticos extremos mais recentes, o Último Máximo Glaciar e o Óptimo Holocénico. Para obter a informação necessária para o estudo proposto, analisaram-se sequências de sedimentos marinhos recolhidas nas duas áreas em estudo, utilizando indicadores para caracterizar os sedimentos ao nível da temperatura, produtividade e input terrígeno. Estes indicadores foram a determinação da abundância relativa de diatomáceas, a contagem de foraminíferos sub-polares, a análise granulométrica, a análise do conteúdo de elementos de origem orgânica e de carbonato de cálcio, e a determinação de biomarcadores, tanto de origem marinha como continental. As conclusões retiradas desta análise foram que as águas dos Açores foram sempre mais quentes que as de Sines, mas no Último Máximo Glaciar as águas em ambos os locais eram ligeiramente mais frias, com as temperaturas sempre mais quentes em Sines do que no resto da margem Portuguesa, mostrando a influência da Corrente dos Açores nesta zona da margem. Relativamente à produtividade primária, esta é maior durante o Último Máximo Glaciar em ambos os locais. No entanto, ainda que a indicação seja de valores mais elevados nos Açores, o efeito da produção exportada é mais significativo em Sines. No caso dos resultados do input terrígeno, estes indicam o Último Máximo Glaciar como um período mais húmido que o Óptimo Holocénico em ambos os locais, no entanto, a maior proximidade de Sines ao continente impede uma comparação relativa.
This study was intended to compare the oceanographic conditions in two regions, Azores and Sines, during the two most recent extreme climatic events, Last Glacial Maximum and the Holocene Optimum. To obtain the information necessary for the proposed study, were analyzed sequences of marine sediments collected in the two study areas, using proxies to characterize the sediments in temperature, productivity and terrigenous input. These proxies were determining the relative abundance of diatoms, the count of sub-polar foraminifera, particle size analysis, content analysis of elements of organic origin and calcium carbonate, and the determination of biomarkers, both marine and continental origin. The conclusions drawn from this analysis were that the waters of the Azores were always warmer than the Sines, but in Last Glacial Maximum the waters at both sites were slightly cooler, with the hottest temperatures ever in Sines than in the rest of the Portuguese margin, showing the influence of the Azores Current in this area. Regarding primary productivity, it is highest during the Last Glacial Maximum in both sites. However, although the indication is of higher values in the Azores, the effect of exported production is more significant in Sines. In the case of the results of terrigenous input, they indicate Last Gacial Maximum as a wetter period than Holocene Optimum at both locations, however, the proximity of Sines to continent prevent a relative comparison.
Descrição: Tese de mestrado em Ciências Geofísicas, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15671
Designação: Mestrado em Ciências Geofísicas
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc112072_tm_Joana_Contente.pdf1,87 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.