Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15695
Título: Processamento da concordância de género por aprendentes de português como língua estrangeira: evidências de um estudo de leitura automonitorada
Autor: Mariotto, Elisabeta Maria Costa
Orientador: Gomes, Maria do Carmo Lourenço
Gaspar, Catarina I. S.,
Palavras-chave: Língua portuguesa - Estudo e ensino - Falantes do inglês
Língua portuguesa - Género (Linguística)
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: A investigação em português como língua estrangeira (PLE) tem um histórico recente e, em parte, por esta razão, muitos profissionais trabalham com poucos dados para fundamentar e auxiliar o seu ensino. Field (2008) aponta que, apesar da sua importância, os estudos sobre a aquisição de língua materna (LM) e sobre a aprendizagem e processamento de língua estrangeira (LE) ainda são raramente direcionados e aplicados ao ensino e à aprendizagem de línguas. As iniciativas que tentam construir pontes entre as investigações das ciências cognitivas e os contextos de ensino e aprendizagem ainda são escassas mas tendem a ganhar mais espaço à medida que crescem as investigações com uma abordagem mais experimental. É sob esta perspectiva que o presente trabalho se desenvolve. Observa-se, nos registos da literatura, que falantes nativos de línguas que não possuem marcação de género, quando aprendem línguas que possuem este traço, apresentam maior dificuldade na aprendizagem do género não semântico do que do género semântico. A partir desses registos e da observação dos dados preliminares obtidos no estudo de Mariotto e Lourenço-Gomes (2013), esta dissertação apresenta um experimento de leitura, desenvolvido com o objetivo de examinar a sensibilidade à violação da concordância de género entre nome [+/-animado] e adjetivo predicativo em falantes nativos do inglês, aprendentes de PLE, com nível B1 de proficiência. Para a realização do experimento utilizou-se a técnica de leitura automonitorada (medida on-line), além de um julgamento de aceitabilidade, no final de cada frase (medida off-line). Na medida off-line, como previsto, o grupo PLE apresentou uma taxa de erros muito inferior à do grupo controlo (FN). O fator “animacidade” não exerceu influência nas respostas dos participantes, ao contrário do que era suposto. Quanto ao fator “congruência” o grupo PLE mostrou melhor desempenho na identificação de frases bem formadas do que na de frases mal formadas, ao contrário do grupo FN. Na medida on-line o grupo PLE mostrou baixa sensibilidade aos fatores “animacidade” e “congruência”, enquanto o grupo FN não mostrou sensibilidade apenas para o fator “animacidade”. De modo interessante, o grupo FN apresentou um padrão estável em pontos prévios e também subsequentes ao segmento crítico, como é esperado, mas o grupo PLE, por outro lado, apresentou um padrão relativamente estável e semelhante ao grupo FN somente até a região do verbo, manifestando, após a leitura do segmento crítico, um custo de processamento relativamente crescente e mais acentuado na última região da sentença.
ABSTRACT: Research in the field of Portuguese as a foreign language (PLE) has only recently started to develop. Partly for this reason, many professionals work with little or no scientific support to help their teaching practices. Field (2008) notes that, despite its importance, studies on the acquisition of the first language and second language processing are still rarely applied to language teaching in practice. Initiatives that attempt to build bridges between research in cognitive science and the contexts of teaching and learning are still sparse. However, they have tended to gain more attention as research with a more experimental approach has increased. It is from this perspective that the present study was approached. Studies on gender agreement processing have shown that native speakers of languages that do not have gender marking, experience greater difficulty in learning the non-semantic gender than the semantic one in a foreign language. Considering the results from these studies and the insights gained from preliminary data in Mariotto and Lourenço-Gomes (2013), this dissertation presents a reading experiment, that aims to examine the sensitivity of native English speakers to violations of gender agreement between the noun [+ / -animate] and the predicative adjective. The experiment was conducted with learners of Portuguese as a foreign language, who have a B1 level of proficiency. For the experiment, we used the Self-paced reading technique (on-line measurement), plus a judgment of acceptability at the end of each sentence (off-line measurement). The results obtained from the off-line measurement revealed that the experimental group (PLE) showed an overall error rate much higher than the control group (FN), as expected. The factor "animacy" did not influence participants' responses, contrary to what was supposed to. As to the factor "matching" PLE group showed better performance in the identification of well-formed sentence than in poorly formed, differently than the FN group. In the on-line measurement, the group PLE showed low sensitivity to the factors "animacy" and "congruence", while the FN group did not presented sensitivity only to the factor "animacy". Interestingly, the FN group had stable points prior to and also subsequently to critical segment, as expected. The PLE group, on the other hand, showed relatively stable behaviour until the region of the verb, similar to the FN group. However, after reading the critical segment, it was observed an increase cost processing, relatively more pronounced in the last processing region of the sentence.
URI: http://hdl.handle.net/10451/15695
Designação: Mestrado em Língua e Cultura Portuguesa
Aparece nas colecções:FL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfl174684_tm.pdf1,28 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.