Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15721
Título: Local Policies for Urban Security and Spatial Planning in the Lisbon Metropolitan Area: the Cases of Lisbon, Cascais and Barreiro municipalities
Autor: Tulumello, Simone
Data: 2014
Editora: ICS-ULisboa
Citação: Tulumello. S. (2014). Local Policies for Urban Security and Spatial Planning in the Lisbon Metropolitan Area: the Cases of Lisbon, Cascais and Barreiro municipalities. Lisboa: ICS ULisboa
Relatório da Série N.º: ;5/2014
Resumo: During the last decade, growing concerns about urban security shaped the Portuguese public debate, especially in the months following a media campaign about the socalled “wave of crimes” of the summer of 2008. Unprecedented feelings of fear of crime and the restructuring of the national approach to security followed the campaign. In Portugal, the central state is considered as the sole responsible for security: however, local authorities have been recently carrying out a variety of actions and policies for or around urban security. The report presents the findings of a working package from an ongoing research project about urban security, fear of crime, and urban planning – “Which Secure Cities? A critical approach to security and feelings of fear in urban planning in Southern Europe”. An “atlas” of local policies for urban security in three municipalities of the metropolitan area of Lisbon is given: Lisbon, Cascais, and Barreiro. The main focus of the report is on the relations between policies for/around urban security and the institutional practice of spatial planning. In order to approach urban security as a complex and multifaceted theme, the report debates three types of policies: local policies for urban security; urban security within spatial planning policies; approaches to social prevention in social development plans.
Na última década, verificou-se em Portugal uma crescente atenção à segurança urbana, com maior saliência nos meses que se seguiram à campanha mediática sobre a “vaga de crime” do verão de 2008. A campanha foi seguida por um sentimento público de insegurança sem precedentes e pela reestruturação da política nacional de segurança. Apesar de a segurança ser uma competência exclusiva do poder central, as administrações locais têm vindo a mostrar uma crescente preocupação pelo tema, desenvolvendo uma diversidade de políticas para e sobre a segurança urbana. O relatório apresenta os resultados empíricos do primeiro working package de uma investigação sobre segurança urbana, sentimentos de medo e planeamento urbano - “Which Secure Cities? A critical approach to security and feelings of fear in urban planning in Southern Europe”. Apresenta-se um “atlas” das políticas locais de segurança em três concelhos da Área Metropolitana de Lisboa: Lisboa, Cascais e Barreiro. O relatório centra-se nas relações entre políticas de/para segurança urbana e ordenamento do território. Com o fim de abordar o tema de forma complexa e multifacetada, debatem-se três tipologias de políticas: políticas locais de segurança urbana; segurança urbana nas políticas de ordenamento do território; e abordagens de prevenção social nos planos de desenvolvimento social.
URI: http://hdl.handle.net/10451/15721
Aparece nas colecções:ICS - Outras Publicações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_STulumello_Local_RN.pdf2,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.