Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/15751
Título: Identificação de estirpes de PRRS (Porcine Reproductive and Respiratory Syndrome) em Portugal Continental e avaliação de kits de diagnóstico
Autor: Cruz, Inês Isabel Belo da
Orientador: Vieira, Rui Perestrelo
Caeiro, Filomena, 1950-
Palavras-chave: Arterite
Epidemiologia
Expressão génica
Suínos
Teses de mestrado - 2014
Data de Defesa: 2014
Resumo: PRRS (Porcine reproductive & respiratory syndrome) é uma doença com elevado impacto económico pelo que é imperativo o seu rápido e preciso diagnóstico. A rápida e permanente evolução genética do vírus PRRS complica um diagnóstico preciso e concreto originando muitas vezes resultados falsos negativos. Deste modo, este trabalho teve como principal objetivo a análise de 200 amostras de soro de suíno colhido no território continental, provenientes de reprodutoras e descendência de diferentes idades (entre as 4 e as 24 semanas) por forma a verificar a prevalência da doença em Portugal Continental, e consequentemente verificar qual o kit ELISA comercial que apresenta resultados com maior precisão e sensibilidade. Estas amostras foram inicialmente analisadas pelo método ELISA. Cada amostra foi analisada individualmente com três kits comerciais diferentes de ELISA indireto – Kit ELISA HerdCheck PRRS X3 (Laboratórios IDEXX), kit ELISA Civtest Suis E/S para deteção de vírus PRRS estirpe Europeia e kit ELISA Civtest suis A/S (Laboratórios Hipra) para deteção da estirpe Americana. Após análise das amostras de soro suíno, foram elaborados pools de 5 soros por forma a realizar a identificação do RNA do vírus PPRRS (PRRSV) nas amostras, pelo método de PCR em tempo real (RT-PCR), e de seguida avaliar os resultados dos diferentes kits ELISA de diagnóstico comerciais utilizados. Como resultados do ensaio realizado, verificou-se que PRRSV Estirpe Europeia apresentou maior presença que a estirpe Americana no território Continental. Constatou-se que o kit IDEXX HerdCheck PRRS X3 apresentou maior sensibilidade para a deteção do vírus do que o kit Civtest suis. Observou-se que na realização de pools de amostras, o nº de soros que é incluído em cada pool influencia diretamente a sensibilidade do teste e verificou-se que a análise realizada por RT-PCR apresentou maior sensibilidade para a deteção de PRRSV do que por ELSA, contudo o teste de RT-PCR não realiza a diferenciação entre PRRSV doença e o PRRSV Vacinal.
PRRS (Porcine reproductive & respiratory syndrome) is a disease with high economic impact, therefore it is imperative that the disease’s diagnosis is rapid and accurate. The rapid genetic evolution of the PRRS virus complicates the process of obtaining a precise and specific diagnosis, often leading to false negative results. Thus, the principal objective of this work is the analysis of 200 serum samples collected from pigs in the Portuguese mainland territory, from breeding and offspring of different ages (between 4 and 24 weeks), in order to assess the prevalence of the disease in Portuguese mainland territory, and thus verify which of the commercial ELISA results has a greater accuracy and sensitivity. These samples were initially analyzed by ELISA. Each sample was analyzed individually with three different commercial ELISA kits - HerdCheck PRRS X3 ELISA kit (IDEXX Laboratories), kit ELISA CIVTEST Suis E/S for detection of PRRS virus´ European strain and kit CIVTEST Suis ELISA A/S (Hipra Laboratories) for detection of the American strain. After analyzing samples of swine serum, we grouped them in pools of 5, in order to perform the identification of PRRSV (PRRS virus) RNA in the samples by Real time PCR analysis (RT-PCR), and then evaluate the different commercial ELISA kits used in diagnostic. As a result of the performed essay, we verified that the European strain of PRRSV had a higher presence than the American strain in the Portuguese continental territory. Additionally, we stated that the IDEXX HerdCheck PRRS X3 kit presented a higher sensibility for the detection of the virus than the CivTest suis kit. We still stated that regarding the size of the sample pool in RT-PCR essays, the number of serums included in each pool, influenced directly in the test sensibility, and also we verified that the analysis performed through RT-PCR presented higher sensibility in the detection of PRRRSV than by ELISA method, nevertheless the RT-PCR test didn’t distinguished between PRRSV disease originated and PRRSV originated by vaccines.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10451/15751
Designação: Biologia (Microbiologia Aplicada)
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc107511_tm_ines_cruz.pdf1,78 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.